Smartphones: cresce muito seu uso pelos brasileiros

Pesquisa em oito países revela que 60% dos brasileiros que possuem um celular avançado checam o aparelho ao menos uma vez a cada 30 minutos

Pesquisa realizada pela Revista Time em parceria com a Qualcomm revela dados curiosos da relação do brasileiro com o uso da tecnologia móvel. O estudo foi realizada em oito países – EUA, Reino Unido, Brasil, China, Índia, Indonésia, Coréia do Sul e África do Sul – com 4,7 mil pessoas.

Um dos pontos que chama a atenção é o apego (ou vício) dos brasileiros pelos seus smartphones. Quase 60% dos entrevistados disseram verificar o dispositivo pelo menos uma vez a cada 30 minutos – sendo que mais de um terço (35%) checa uma vez a cada 10 minutos.

Metade dos usuários afirma navegar na internet por meio de dispositivos móveis pelo menos uma vez por dia. Há 5 anos, apenas 10% tinham esse hábito. Os recursos preferidos são SMS, acesso à internet e câmera fotográfica.

Os smartphones também são um importante meio de entretenimento: 68% dos brasileiros utilizam o dispositivo no transporte público, índice bem próximo dos indianos (69%). Na China, esse percentual chega a 83%. O segundo momento preferido do brasileiro para utilizar dispositivos móveis é enquanto assiste TV (67%), atrás apenas os indianos (73%).

Quando o assunto é relacionamento, três em cada cinco brasileiros já convidaram alguém para sair por meio de SMS, acima da média americana (um em cada cinco), mas abaixo dos chineses (quatro em cada cinco).

A maior parte dos brasileiros afirma que o uso da tecnologia móvel pode melhorar serviços essenciais, como saúde, educação e segurança. Segundo o estudo, 66% dos brasileiros afirmam que a tecnologia wireless tem melhorado a vida de uma maneira geral. Quase 95% afirma que o uso de tecnologia sem fio pode aprimorar a segurança pública. Nove em cada 10 entrevistados afirmam que a tecnologia móvel desempenha um papel importante tanto para a educação como para a saúde e, para a esmagadora maioria (93%), a tecnologia sem fio pode fazer toda a diferença na hora das autoridades de saúde transmitirem alertas para os profissionais do setor no País.

Agradeço ao Davi e ao Lucas, amigos e colaboradores do Seu micro seguro, pela referência a esta notícia.

Fonte: IDG Now!

Os comentários estão desativados.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 485 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: