Windows 8 será mais seguro

Windows Defender no sistema operacional Windows 8

Gigante mudou estratégia de inicialização da máquina, que faz com que o primeiro driver de software a ser executado no SO seja o de proteção

O Windows 8 será o mais seguro e parrudo sistema operacional já feito pela Microsoft? A fabricante está fazendo, aos 45 do segundo tempo, uma série de melhorias no SO, que está programado para ser lançado no dia 26 de outubro, e que é esperado como a mudança mais substancial da companhia desde o Windows 95. Mas será que ele foi melhorado para ser mais seguro e resistente a ataques?

De acordo com Aryeh Goretsky, pesquisador da Eset, “após avaliar as camadas de tecnologia usadas pela Microsoft para proteger o Windows 8, a nossa opinião é que essa é a versão mais segura já lançada pela fabricante”. Esta análise chega junto de um relatório da companhia de segurança feito pelo analista. Por mais que ele não tenha conseguido verificar todas as funcionalidades da nova versão do sistema operacional mais usado no mundo – como o AppContainer, para aplicações sandbox ((para testes de segurança em ambiente isolados do PC, que são apagados automaticamente assim que o computador é reiniciado) – aqui estão os quatro destaques nas melhorias de segurança do Windows 8:

1. Antivírus padrão ativado: em instalações ‘limpas’ do Windows 8 – ou seja, sem nenhuma solução OEM embarcada -, o Windows Defender, antivírus e antimalware da Microsoft rodará de forma nativa. Neste caso, fabricantes de computadores e distribuidores terão a opção de instalar suas próprias ferramenta para segurança. “O Windows Defender fornece um bom nível de proteção, mas é principalmente focado para aqueles usuários que não têm como comprar uma solução comercial”, explica Goretsky. Enquanto caracteriza o software como efetivo (por meio de “uma barra mínima de níveis de proteção), o pesquisador também elogiou a aplicação por não ser nagware, ou seja, o software “não tenta se vender para o usuário através de banners ou barras de ferramentas e campanhas, nem mesmo muda as configurações de busca”. Isto faz com que a desinstalação do Windows Defender seja muito menos provável.

2. Nova proteção para Bootkit: O Windows 8 contará com novas ferramentas para bloquear não apenas rootkits, mas também bootkits, que são capazes de substituir carregamentos em boot fazendo com que os malwares sejam ativados quase sempre que um computador se inicia, o que deixa muito difícil de detectar e erradicar. Mas Goretsky alerta que alguns legados de códigos da Microsoft não aproveitarão as melhorias na proteção contra rootkit. “Algumas dessas mudanças feitas para o novo sistema operacional apenas estão disponíveis para edições 64-bits do Microsoft Windows, devido a problemas de suporte: ainda existe uma grande base instalada de programas de 32-bits, por razões de compatibilidade”, conta.

3. Firmware da Bios é substituído pelo Uefi: a Bios (sigla em inglês para Sistema Básico de Entrada/Saída) convencional será substituída pela Interface Unificada e Extensiva de Firmware (Uefi). A medida recebeu críticas de defensores do Linux, que temem que as máquinas com Windows 8 possam bloquear a inicialização do Linux, pois uma das funcionalidades do Uefi é o Secure Boot, que requer que o sistema operacional seja assinado digitalmente antes de começar a carregar. “Em vez de exigir que os computadores embarcados com Windows 8 tivessem a versão 64 bits (que será mais usada em notebooks e desktops), as máquinas foram embarcadas com o Secure Boot habilitado no Firmware Uefi pelo fabricante”, disse Goretsky. “No entanto”, disse, “os mesmos requisitos permitem que os usuários possam desativar a funcionalidade”.

4. Ativação precoce do antimalware: outra melhoria na segurança do Windows 8 é o Early Launch Anti Malware (Elam) ou a ativação precoce do antimalware, funcionalidade que permite que o software de segurança – não somente da Microsoft – seja o primeiro a iniciar após o botão de ligar ser apertado, começando a carregar as aplicações. “O Elam é importante, assim como o Uefi, em muitos aspectos de segurança no computador em seus estágios iniciais”, disse Goretsky. “Enquanto a efetividade do Elam ainda não pode ser comprovada, o conceito por trás é fundamentalmente bom, e deve consolidar sua importância contra malwares.” Mas o pesquisador alerta que o usuário não deve ficar surpreso se a Microsoft cancelar o Elam – ou qualquer outra nova funcionalidade – após o lançamento do Windows 8, pois será o momento onde desenvolvedores vão, de fato, testar todas as melhorias.

Agradeço aos amigos e colaboradores do Seu micro seguro, Davi e Lucas, pela referência a esta notícia.

Fonte: itweb

6 Responses to Windows 8 será mais seguro

  1. José Couto disse:

    Caro Victor Hugo, bom dia. Num passado recente tive instalado o Comodo free. Nunca entendi claramente o seu funcionamento e decidi desinstalar usando o Iobit Unninstaller. Cometi um erro grave e em consequência a sua remoção completa não foi bem sucedida, aliás já recebi a sua critica em tempo. Nessa altura não conseguia reinstalar o Comodo ou outro. Fiquei em pânico, contudo e após alguma reflexão sobre os comentários que ia vendo no seu blog, tentei e consegui a instalação do Avast free, com sucesso.
    Atento e leitor diário deste imprescindível blog, vejo os constantes comentários sobre as grandes virtualidades deste excelente antivírus, o Comodo claro.

    Face ao exposto gostaria do seu apoio sobre:

    1 – Desejo voltar a instalar o Comodo. Qual o local mais seguro para o obter, Devo usar algo préviamente para correr o PC no sentido de verificar se existe ainda algum vestígio da anterior instalação?

    2 – Existe alguma forma segura de remover o Avast?

    3 – Qual a forma mais segura de remoção de um antivírus, nomeadamente o Comodo.

    4 – Finalmente, após a instalação do Comodo, qual a melhor forma de o configurar e tirar melhor partido das suas virtualidades para um utilizador como eu, de reduzidos conhecimentos nesta área, sentindo-me minimamente seguro?

    Certamente que o conjunto de questões serão cansativas para uma única abordagem, desculpe.

    Tenho mais algumas questões que gostaria de lhe colocar, nomeadamente sobre a Sandboxie, mas fá-lo-ei numa próxima oportunidade.

    Grato. Saudações e um resto de um bom dia.

    José Couto

    • Victor Hugo disse:

      José Couto,
      Já fiz muitas instalações e desinstalações do Avast. Caso você queira substituí-lo pelo CIS a melhor forma de fazê-lo é realizando o download de uma ferramenta de remoção da própria Avast e depois reinicializando o computador em modo de segurança, quando então você irá executar este executável.
      As instruções e o download podem ser obtidos através do site a seguir (em Inglês):

      http://www.avast.com/uninstall-utility

      Depois de desinstalar o Avast e inicializar o computador normalmente, recomendo que você faça a exclusão manual do diretório do Avast (caso ele ainda esteja presente) no caminho c:\Arquivos de programas\
      Finalmente recomendo uma limpeza do registro do Windows com uma ferramenta gratuita, como o Auslogics Registry Cleaner:

      http://www.auslogics.com/en/software/registry-cleaner/

      A desinstalação do CIS pode ser feita através do Painel de Controle do Windows. Uma desinstalação para o CIS, depois outra para o GeekBuddy e o Dragon, caso estes dois últimos estejam instalados na máquina também.

      Segue o link que traz um tutorial ilustrado sobre como realizar esta desinstalação (em Inglês:

      http://www.wikihow.com/Uninstall-Comodo-Internet-Security-Premium

      Finalmente amigo, após instalar o Comodo Internet Security e para um usuário com as suas características eu recomendo apenas uma mudança na configuração original: do modo “Internet Security” para o “Proactive Security”. Esta última configuração oferecerá maior nível de proteção e também de segurança ao seu PC.

      Obrigado pela sua participação!

  2. José Couto disse:

    Caro Victor Hugo, bom dia.
    Gostaria de lhe colocar a seguinte questão: tenho instalado no PC o Windows 7 Home Premium 64 Bits. Algumas aplicações funcionam a 32 Bits. Tenho programas a funcionar em 32 e 64 Bits. Recebi hoje uma proposta de aquisição do Windows 8 Pro, upgrade, em suporte físico. Colocam-se múltiplas dúvidas, a saber: tenho apenas cópia de reparação do Windows 7 e algumas cópias de segurança e restauro, não tenho disco de instalação do Windows 7. Caso tenha necessidade de formatar o disco, o upgrade do Windows 8 Pro é suficiente para reinstalar e arrancar a máquina? Continuo a ter necessidade da cópia de reparação do Windows 7? Após a instalação do Windows 8 devo ter o mesmo procedimento de efectuar cópia de reparação do Windows 8? O facto de ter programas a funcionar em 32 e 64 Bits não poderá gerar conflitos? Se bem entendi este novo software vem com o Windows Defender que prevalece no domínio da segurança, o que fazer no que se refere ao Avast Antivirus? Não poderá também entrar em conflito? Lamento estar a colocar tantas dúvidas de uma só vez, contudo são as que mais me preocupam nesta fase de forma a decidir pela aquisição ou não deste Windows 8, já que se trata de uma pré aquisição e termina no próximo dia 2012-10-24.
    Tenho muito mais dúvidas a colocar no futuro sobre este novo software, no entanto a minha decisão imediata depende da sua sabedoria e conhecimentos técnicos dos quais não prescindo.
    Finalmente, os meus agradecimentos pela sua disponibilidade e empenho na ajuda aos seus leitores.
    Excelente fim de semana.

    José Couto

    • Victor Hugo disse:

      Caro José Couto,
      À princípio toda a vez que a Microsoft lança um sistema operacional ela disponibiliza versões de instalação a partir do zero e outras ditas como Upgrades que dependem da presença de uma versão original do seu sistema operacional instalado na máquina.
      Na ausência do disco de instalação do Windows 7, acredito que você não possa conseguir vir a instalar a versão 8, caso o seu computador tenha de ser formatado, por exemplo numa situação hipotética.
      Neste caso, a melhor opção seria a aquisição de uma versão dita completa do produto. Pelo que li existirá uma versão Home, equivalente aquelas mais básicas do Windows 7, mais barata e mais apropriada para a grande maioria dos usuários.

      O Windows Defender virá ativo por padrão no novo Windows 8, mas poderá ser desativado sem problema algum afim de evitar conflitos com outras soluções de segurança, como o Avast Antivirus, por exemplo.
      Em relação aos programas de 32 bits e a compatibilidade com o Windows 8 fica difícil se dizer algo agora, pois a versão final – que trará aperfeiçoamentos e correções em relação aquela disponível na rede, precisará ser colocada à prova para que possamos garantir que a compatibilidade com aqueles de 32 bits permanecerá inalterada.

      Muito obrigado pelo seu comentário e participação! Um ótimo final de semana!

    • José Couto disse:

      Caro Victor Hugo, boa noite.

      Com base na sua apreciação fiquei convicto que não consegui transmitir correctamente o meu problema no que respeita ao software que tenho no meu PC. Quando adquiri esta máquina vinha pré instalado o Windows 7 Home Premium (versão OEM) sem qualquer disco físico de suporte, daí ter efectuado a cópia de reparação quando o inicializei. Tenho uma licença original deste software. Presumo que após estes novos dados, que admito não ter colocado na primeira abordagem, possa apreciar a minha questão duma forma mais clara. Assim e caso entenda reavaliar a minha questão no que se refere à aquisição do novo Windows 8 PRO ficar-lhe-ei muito grato.

      Espero que entenda a minha insistência no mesmo assunto, desejando desde já um excelente fim de semana.

      Saudações,

      José Couto

    • Victor Hugo disse:

      Caro José Couto,
      A Microsoft estabelece algumas condições para oferecer por um baixo custo o upgrade para aqueles que sejam possuidores de licenças originais do Windows 7, sendo elas OEM ou não.
      A política da Microsoft varia conforme o país.
      Aqui no Brasil, a Microsoft só irá oferecer o upgrade a baixo custo, R$ 29,00, para aqueles que tiverem comprado computador com o sistema Windows 7 a partir do dia 2 de Junho de 2012.

      Mais detalhes podem ser obtidos na página a seguir: http://windows.microsoft.com/pt-br/windows/upgrade-offer

      Espero agora ter conseguido esclarecer a sua dúvida amigo!

      Caso tenha mais perguntas ou minhas explicações não atendam as suas expectativas, por favor não deixe de entrar novamente em contato.

      Um ótimo final de semana!

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 517 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: