Vem aí: novo padrão de Internet, o ADSL G.fast

ADSLA União Internacional de Telecomunicações anunciou recentemente o primeiro estágio para aprovação do novo padrão G.fast, que eventualmente substituirá o ADSL.

O ADSL foi a salvação para a internet discada. A tecnologia chegou em 1999, e fornecia até 8 Mbps de download utilizando as mesmas linhas telefônicas da discada através de técnicas de modulação de sinais em diferentes faixas de frequência.

A tecnologia foi avançando com o tempo, e hoje temos velocidades mais altas, e o máximo que pode ser alcançado com o sistema atualmente é cerca de 200 MBps.

Com o G.fast, o pico será de 1 Gbps. Atualmente, velocidades como essas só podem ser atingidas com cabeamento de fibra ótica, mas os custos são bem elevados. O novo padrão virá como um meio termo, combinando alguns trechos de fibra ótica com cabos de cobre comuns e outras técnicas avançadas de modulação de sinais.

Porém a tecnologia ainda não está pronta, pois sua faixa de frequência atual vai de 87.5 até 108 MHz, e interfere nas transmissões de rádio FM. Além disso, o alcance será pequeno, apenas 250 metros, devido a interferências e outros problemas físicos.

Enquanto o pico fisicamente possível será de 1 Gbps, a velocidade real será na casa dos 500 Mbps, ainda assim altíssimo em relação ao que temos hoje.

Agora resta saber quando a tecnologia chegará ao Brasil, e qual será o custo de implantação e utilização do serviço.

Agradeço ao Davi, amigo e colaborador do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Canaltech

4 Responses to Vem aí: novo padrão de Internet, o ADSL G.fast

  1. Felippe says:

    eu acho um absurdo algumas operadoras limitarem a velocidade contratada tipo a vivo que é dona da speedy, para eu ter uma internet acima de 10 mb tenho que ficar 1 ano com 2mb pra depois eu passar a usar 10mb é realmente um absurdo isso ja fazia anos que a speedy ja tinha essa maneira de trabalhar. Estou aguardando a fibra chegar no meu bairro mais fazem mais de 2 anos que estou aguardando e nada de chegar.

  2. Vinicius says:

    É verdade , infelizmente aqui no Brasil , todos os serviços são extremamente caros e ainda falta tecnologia , na maioria das empresas . Falta investimento , capacitação , tecnologia e etc .

    Adoraria ver um Brasil forte , embora seja um país muito rico , ele tem inúmeras dificuldades em dividir melhor essa renda com o seu povo , tornando-se assim , um país injusto .

    Quem faz o país é o povo , quem sabe um dia , poderemos ver um Brasil melhor , em todos os sentidos , afinal , tudo pode e der ser melhorado . Esse ano , é ano de eleições , é preciso saber votar , eleger nossos representantes , embora o poder emana do povo para o povo .

    Desculpem misturar tecnologia com política , mas para que um dia tenhamos melhores condições em amplo sentido , devemos sempre lutar , não só pelos nossos ideais , mas sim pelo bem comum . A sociedade unida em prol de todos .

  3. Vinícius Miranda says:

    Infelizmente essa nova tecnologia ira demorar muito para ser implantada no Brasil e ainda quando for pode apostar será um preço absurdo.

    A notícia é excelente é bom saber que estamos avançado, imagina baixar 2 GB em 5 segundos!

    • Victor Hugo says:

      Vinícius,
      Muito obrigado pelo seu comentário relacionado a essa notícia em destaque hoje aqui no seu micro seguro!

      Um ótimo sábado!

%d blogueiros gostam disto: