Correios: rastreamento, devolução de encomenda como isca para golpes

correios-rastreioGolpes prometem informações sobre suposta entrega.
Links levam para páginas com programas maliciosos.

Encomendas dos Correios que chegam até nós não raramente trazem boas notícias: em época de compras internacionais com prazos de entrega imprevisíveis, às vezes até um pacote já “esquecido” de repente aparece. E, infelizmente, criminosos brasileiros estão se aproveitando disso em fraudes envolvendo supostas entregas e códigos de rastreio.
O texto, como é comum em fraudes, normalmente ameaça a vítima ao falar do limite de tentativas de entrega que serão realizadas. Em alguns casos, é preciso clicar imediatamente no link para evitar a “devolução” do pacote.
Note que há muitas variações dessas mensagens. No início do ano, por exemplo, as fraudes falavam em buscar o presente de Natal. Mas a ideia geral é sempre a mesma.

Exemplo de texto comum a esses e-mails:

Serviço de entrega dos correios realizou uma tentativa de entrega na data de 11/11/2015 não obtendo sucesso.
Sera realizado mais duas tentativas de entrega .Para acompanhar seu pedido acesse o link abaixo e veja seu código de rastreamento.
Código_de_Rastreamento.zip
Após visualizar seu código de rastreamento acesse o site http://www2.correios.com.br/sistemas/rastreamento/ para efetuar o rastreamento.
Atenciosamente;
Andre Nunes
Responsavel Pelo Setor de Entrega dos Brascom Ltda.

Recomendações
Não convém afirmar nesse caso que os Correios não enviam e-mails — na verdade, essa prática existe em alguns serviços de correio e é bem-vinda. O e-mail do destinatário é cadastrado e ele pode acompanhar as mudanças. No Brasil, algumas transportadoras já adotam a prática.
Porém, os e-mails não têm links: eles possuem toda a informação já no corpo da mensagem.
Por isso, ignore esses e-mails. Se quiser tirar uma dúvida, entre em contato (por telefone) com a agência mais próxima. Porém, considerando a frequência dessas mensagens, o mais provável é que nenhuma entrega esteja “aguardando” você.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Linha Defensiva

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: