Compras pela Internet estão se tornando mais perigosas

computador-cartaoUma das maiores plataformas de e-commerce, Magento, foi atacada por hackers que injetaram código malicioso para poder espionar e roubar os dados dos cartões de crédito (ou outros dados financeiros) que os clientes informam no sistema. Mais de 100.000 negócios em todo o mundo utilizam a plataforma Magento, incluindo o eBay, a Nike Running, a Lenovo e o site Ford Accessories Online.

A empresa que descobriu os ataques, a Securi Security, disse em seu blog: “A parte triste da história é que você não sabe que isto te afetou até que seja tarde demais. No pior dos casos, isto não será aparente até que você descubra em seus extratos bancários.”

O roubo de dados não é algo novo. O Identity Theft Research Center disse que houve 761 invasões em 2014 que afetaram mais de 83 milhões de contas. Você provavelmente se lembrará dos casos da Sony, Target, Home Depot e Chic Fil A.

Já ouvimos muito sobre o que nós, consumidores, podemos fazer para nos proteger: utilizar senhas fortes, atualizar a nossa proteção antivírus e manter os nossos programas sempre atualizados, aprender a reconhecer fraudes e estar muito atentos aos sites falsos que pedem nossas informações pessoais.

Mas este tipo de fraude ocorre também em sites confiáveis e que não mostram sinais externos de terem sido violados. Os hackers encobrem cuidadosamente as suas pegadas e você não desconfiará de nada até que verifique a fatura do seu cartão de crédito.

Como minimizar os riscos com as compras pela internet?

  • Utilize um serviço de pagamento ou o seu cartão de crédito: os especialistas concordam que os serviços de pagamento como o PayPal são seguros por causa das medidas de segurança e a tecnologia de criptografia que emprega. Simplesmente evite emparelhá-lo com suas contas. Associe o serviço a um cartão crédito para que você conte com as proteções antifraude tanto do seu cartão de crédito quanto do PayPal. Se você utiliza somente um cartão de crédito, escolha apenas um para as suas compras online de forma que, se algo estranho acontecer, você não tenha de verificar todos os seus outros cartões.
  • Mantenha os comprovantes em papel: quando você fizer uma compra, imprima ou grave os dados da transação. Verifique a fatura do seu cartão de crédito para ter certeza de que as transações coincidem e que não haja cobranças não autorizadas.
  • Evite comprar quando estiver em redes Wifi públicas: pontos de acesso Wifi públicos não lhe dão nenhuma proteção contra hackers que desejam monitorar o que você está fazendo na internet. Não é difícil interceptar e modificar as comunicações entre você e um site. Se não tiver escolha, então utilize uma Rede Privada Virtual (VPN) para que a sua comunicação seja criptografada.

O que fazer se você foi alvo de um vazamento de dados

Obtenha um novo cartão: ou troque por um cartão de outra bandeira ou feche a sua conta.
Mude as suas senhas: se você tem uma conta ou faz negócios com alguma empresa que foi vítima de um vazamento de dados, troque a sua senha o quanto antes. É uma boa precaução trocar todas as suas senhas porque os hackers as vendem a outros cibercriminosos.
Monitore o seu extrato bancário e a fatura do seu cartão de crédito: não espere até que a fatura chegue pelo correio. Neste momento, um cibercriminoso já pode ter causado um dano considerável. Verifique a sua fatura online antes que o seu novo cartão chegue. Se você vir alguma cobrança suspeita, informe imediatamente.

Agradecemos ao Davi,colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa matéria.

Fonte: Avast blog

One Response to Compras pela Internet estão se tornando mais perigosas

  1. Sergio says:

    Esses Crackers não dão sossego mesmo. E com aproximação do fim de ano, a tendência é de aumentarem os problemas.

%d blogueiros gostam disto: