Dicas de segurança para manter seguro o smartphone para crianças

criancas_smartphoneAs crianças de hoje estão muito mais familiarizadas com smartphones e tablets, e não é incomum emprestarmos aos pequenos (e em alguns casos até darmos) nossos aparelhos para que eles brinquem e se distraiam com joguinhos ou apps divertidos. Contudo, ao cedermos esses dispositivos às crianças, também devemos ficar atentos a determinados aspectos de segurança – sempre é melhor prevenir.

Com somente alguns comandos eles podem acessar conteúdos inapropriados, enviar suas fotos para algum contato indesejado, comprar itens dentro de apps (que variam de dezenas até centenas de reais) e causar os mais variados tipos de confusão. Para termos noção, a Apple já teve que devolver mais de 30 milhões de dólares aos pais de filhos que gastaram em apps sem o consentimento deles.

Além disso, sempre há a triste possibilidade de as crianças conhecerem as pessoas erradas na web. Veja aqui algumas dicas simples que listamos que deixarão tanto o smartphone como o tablet mais seguro para os pequenos:

1 – Compras dentro de aplicativos

A primeira configuração que você deve realizar no smartphone ou no tablet ao dá-lo a uma criança (independente do sistema operacional do aparelho), é bloquear as compras feitas pelo dispositivo. Acione o Controle Parental e trave as compras dentro de aplicativos de modo automático, assim elas sempre exigirão senhas para que as transações sejam realizadas.

2 – Veja quais apps são baixados

É bom sempre ficar de olho e conferir quais apps são baixados no dispositivo, algo que pode ser feito pelo próprio computador ao acessar a conta utilizada no aparelho. Por exemplo, não é interessante deixar apps de relacionamento, como o Tinder, instalados em um smartphone que é compartilhado com crianças.

O Snapchat é outro app que também deve ser monitorado com cuidado, já que muitos pré-adolescentes o utilizam para enviar fotos íntimas, já que depois de alguns segundos elas são automaticamente deletadas – porém quem as vê sempre pode tirar um printscreen e ficar com o arquivo permanentemente (e depois até divulgá-lo se quiser).

3 – Cuidado extra com apps de anonimato

Aplicativos como Whisper, Yik Yak e Secret permitem que as pessoas escrevam de modo anônimo, compartilhando sentimentos e pensamentos. Nesse caso, é possível que informações importantes sejam reveladas sem querer, o que é algo bastante indesejado – além da possibilidade de os pequenos entrarem em contato com pessoas com segundas intenções.

4 – Segurança do smartphone

Não é algo incomum ter um smartphone roubado ou perdido. Como esses dispositivos carregam informações importantes, é preciso se atentar ao grau de segurança dos dados salvos neles. É sempre interessante colocar senhas no aparelho, instalar aplicativos como o Find My iPhone para localizar o dispositivo e utilizar apps como o iCloud ou Android Device Manager para poder apagar aplicativos se for necessário.

Outro ponto importante é sempre selecionar a localização do smartphone ou do tablet como privada – alguns apps exigem que você compartilhe permanentemente onde está (o que não é algo interessante para usuários infantis). Caso deseje, você pode configurar que somente você visualize a localização da criança ou adolescente.

5 – Conversar com as crianças

Pode parecer bobo, mas esse é um dos passos essenciais: conversar com os pequenos sobre os perigos e riscos que existem no mundo online, que pode ser acessado através desses dispositivos. Explique para eles o que é considerado apropriado compartilhar (e com que quem), e principalmente as consequências do compartilhamento irresponsável.

A cada cinco adolescentes nos Estados Unidos, pelo menos um já enviou imagens de partes íntimas para outros através de apps. Portanto, o diálogo (aliado ao constante monitoramento quando necessário) é o melhor que você pode fazer para evitar qualquer tipo de situação constrangedora – e quanto mais cedo eles aprenderem sobre os benefícios e malefícios da internet, melhor. Se você possui mais algumas dicas para deixar os smartphones e tablets seguros às crianças, compartilhe com a gente nos comentários.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa matéria.

Fonte: Tecmundo

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: