O que falta para o Flash sumir de vez

say-no-flash-playerSegundo a Encoding.com, Flash Video deve sumir dos seus relatórios dentro de 24 meses. O problema é que muitos sites grandes ainda usam a tecnologia.

Como um formato de vídeo, o Adobe Flash está quase morto. De acordo com um levantamento do site Encoding.com, o Flash respondeu por apenas 6% das reproduções de vídeo do ano passado, uma queda de 15% em relação a 2014. Atualmente, é usado principalmente por navegadores de legado, anúncios publicitários e alguns casos específicos.

“Esperamos que o codec de vídeo Flash desapareça completamente do nosso relatório em 24 meses”, aponta o relatório.

Essa é uma boa notícia para quem já abandonou o Flash nos seus browsers por conta de preocupações de segurança e pioras no desempenho. Mas para essa previsão do Encoding.com se cumprir, muitos sites grandes de streaming terão de fazer mudanças.

O Hulu, rival do Netflix, continua a exigir o Flash Player para o seu site desktop – na verdade, a página codifica vídeo em H.264, mas usa um contêiner em Flash Video para o streaming; segundo o Encoding.com, esse tipo de situação ainda conta como uso do Flash nas suas porcentagens.

Outros sites grandes de streaming que dependem do Flash Player incluem HBO Go, CBS, NBC, MLB.TV, Showtime, Pandora e Spotify.

Apesar disso, houve algum progresso nesse afastamento do Flash Player nos últimos anos, com empresas como Amazon, Twitch, Netflix e YouTube já oferecendo players em HTML5.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: IDG Now!

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: