Segurança no smartphone: como se proteger de ataques

smartphone_securitySegurança no celular é assunto sério. E no Mobile World Congress (MWC), especialistas discutiram o tema e deram muitas dicas para evitar ao máximo os riscos. Ser paranoico, evitar redes abertas e sempre usar antivírus e VPN são as principais.
Mas, afinal, quais são os perigos?

Antes da feira, realizada em Barcelona, Espanha, de 22 a 25 de fevereiro, a empresa tcheca de segurança Avast! fez um experimento sinistro: durante a chegada dos jornalistas, expositores e analistas, eles criaram, no aeroporto da capital catalã, algumas redes Wi-Fi abertas. E o resultado não poderia ter sido mais macabro.

Foram centenas de conexões – claro, todos saem do avião e querem logo checar e-mails, Facebook, WhatsApp… – e milhares de dados passíveis de serem interceptados. De endereços de e-mail e páginas abertas nos navegadores, até musicas no Spotify e até mesmo Tinder, praticamente tudo poderia ser visto pelos “donos” das falsas redes.

É claro que a Avast! não divulgou os dados, nem invadiu as “vitimas”. Mas fica claro que, mesmo os especialistas no tema não se preocupam com os dados em seus celulares.

Ainda no MWC, uma conversa com Evgenii Kaspersky, CEO da empresa de segurança russa com seu nome, foi mais incisivo: todos devem ficar em alerta máximo. O especialista lembrou um fato curioso: quase todo mundo usa antivírus no PC, seja desktop ou notebook. Mas pouquíssimos usam uma VPN ou algum software de segurança nos smartphones.

Kaspersky lembrou ainda que novas tecnologias representam novas oportunidades para todos – principalmente para os cibercriminosos. “Não ter antivírus no seu celular é como andar sozinho numa área perigosa, à noite. O cibercriminoso está sempre espreitando e procurando alguém vulnerável. Se ele achar que você vale a pena, que seus dados valem a pena, estar desprotegido pode custar muito caro”, alertou o CEO.

Então, tanto o “experimento” no aeroporto de Barcelona quanto o CEO da Kaspersky lembram as dicas para evitar ao máximo os riscos: instale um antivírus (ou VPN) no seu celular, evite as redes abertas ou redes fechadas desconhecidas e concentre o mínimo de informações importantes no seu aparelho.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Techtudo

One Response to Segurança no smartphone: como se proteger de ataques

  1. PabloTec says:

    O windows phone têm AV para instalar? No caso da VPN, ela serve para quando utilizamos Wi-fi públicos?

    Agradeço.

%d blogueiros gostam disto: