Locky ransomware volta a preocupar

locky-ransomO sequestrador de informações, Locky, voltou a agir e está assustando as empresas no mundo, adverte a empresa G Data, representada no Brasil pela FirstSecurity. A companhia identificou a infecção de milhões de computadores em todo o mundo nos últimos dias pelo ransoware. O Locky é um malware que criptografa o conteúdo armazenado no computador infectado e exige um resgate em dinheiro em troca da devolução das informações raptadas.

De acordo com os especialistas, o ransoware – que chega até as vítimas por e-mail – também é capaz de se mover em torno da rede corporativa e criptografar tudo o que está em caminho, incluindo arquivos e backups compartilhados.

A orientação dada às empresas infectadas é clara: não façam qualquer pagamento aos hackers. Isso porque não há garantia que as informações criptografadas sejam realmente devolvidas e que não haverá outros ‘ataques’ imediatamente após o acerto financeiro.

Para evitar que o Locky contamine suas máquinas, há medidas de segurança que devem ser adotadas:

– Faça backups regulares. Este é um grande recurso que evita o pagamento de resgate aos criminosos.
– Desative as macros;
– Não abra anexos com de aparência suspeita, especialmente se a mensagem encoraja fazê-lo urgentemente;
– Mantenha todos os programas de computador atualizados, inclusive o sistema operacional;
– Instale um software antivírus com recursos abrangentes e mantenha-o sempre atualizado;
– Cuidado com as faturas, notas fiscais e outros documentos que chegam por e-mail: eles podem ser iscas de vírus;
– Mantenha backups em mídias separadas e não conectado ao computador. Backup na computação em nuvem é uma boa alternativa;
– Nas empresas é necessário estabelecer políticas de segurança para as equipes, de modo que nem todos têm os mesmos privilégios e acessos em seus computadores.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Convergência Digital

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: