Liberada correção para nova falha no Flash

Adobe-flash-bug-patchA Adobe lançou na quinta-feira (10) uma correção de emergência para o mais novo conjunto de falhas do Adobe Flash Player. A atualização resolve bugs existentes nas versões do software para Windows, Mac OS e Linux, além do Adobe AIR para desktop e Android.

Segundo a desenvolvedora, a vulnerabilidade permitiria a execução de códigos remotos em um sistema, que poderiam ser usados para invadir dispositivos facilmente, bastando que a vítima abrisse o conteúdo comprometido no formato.

Os problemas foram considerados críticos pela Adobe, que informou ter descoberto que a falha estava sendo explorada ativamente por grupos de cibercriminosos em ataques dirigidos.

Para ser infectado, basta que o usuário abra o arquivo em flash, que pode ser disfarçado como um site, jogo ou anúncio. Quando isto acontece, o software roda código indesejado no computador afetado, que pode ser usado para espionar suas atividades ou infectá-lo com outros tipos de malware.

Como atualizar o Flash Player
A recomendação para os usuários é se certificarem que estão usando a versão mais recente do software. As versões para navegadores devem ser atualizadas automaticamente, mas quem possui o Flash Player ou o AIR pode precisar fazer o processo manualmente.

Caso você tenha o aplicativo Secunia PSI instalado no seu PC, poderá também de forma rápida e prática atualizar o Flash e demais programas desatualizados.

O Flash foi, por muito tempo, uma tecnologia popular na Internet, que pode criar websites, jogos e anúncios. Apesar de ser muito usado, o software é antigo e possui várias falhas graves. Em 2015, por exemplo, foram descobertos pelo menos três falhas graves no sistema.

Agradecemos ao Davi, colaborador do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Techtudo (com parte editada por seu micro seguro)

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: