Sites brasileiros de compras a serem evitados, segundo o Procon

perigoDesde 2012, o Procon-SP elabora uma lista com os sites de e-commerce que você deve evitar. Ela foi crescendo e agora conta com 513 empresas, que vendem produtos de tecnologia, itens por compra coletiva e outros. Repasse aos seus amigos!

Os sites da lista receberam muitas reclamações de clientes, foram notificados pelo Procon e não responderam à notificação. Assim, o órgão define que foi impossível “qualquer tentativa de intermediação entre as partes” e classifica o site como não-recomendado.

A lista completa do Procon-SP está disponível aqui. Vale notar que uma loja é descrita como “no ar” se estava funcionando quando foi incluída pelo órgão; ela pode já ter saído do ar. Por isso, visitamos todos os sites da lista para descobrir quais ainda estão na ativa – são 34 no total.

Abaixo, os sites marcados com *asterisco foram marcados pelo Procon como “fora do ar” mas estão na ativa. Eles podem ter mudado de dono, ou realmente voltado dos mortos para aplicar mais golpes.

Eis as lojas denunciadas pelo Procon-SP que ainda estão no ar:sitesA lista foi atualizada recentemente porque estamos na Semana do Consumidor. Para se proteger nas compras online, recomendamos também que você visite o Reclame Aqui ou Reclamão.com para saber se a loja acumula queixas – especialmente as não-respondidas. E se o preço da loja foi muito menor do que se vê no mercado, é bom desconfiar.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Gizmodo

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: