Microsoft Edge irá colocar restrições à execução do Flash

say-no-flash-playerA Microsoft anunciou nesta quinta-feira (07) uma característica que irá melhorar consideravelmente a experiência global de usuários de seu navegador Edge. Com a próxima atualização de aniversário do Windows 10, o Microsoft Edge inteligentemente deixará de executar conteúdos em Flash que não são partes centrais de uma página na web.

Conteúdos de animações em Flash, como anúncios, não serão exibidos a menos que o usuário clique explicitamente para executá-los. A nova alteração deverá reduzir consideravelmente o consumo de energia em dispositivos com Windows 10 e melhorar o desempenho de carregamento de páginas web. Como era de se esperar, o navegador irá distinguir quando um conteúdo em Flash for o centro de uma página web, como no caso de jogos e vídeos. Nesses casos, a execução em Flash não será interrompida.

Em comunicado, a Microsoft afirmou que o “Flash tem sido uma parte integrante da web ao longo de décadas, permitindo um conteúdo rico e animações em navegadores desde antes da introdução do HTML5”. Os navegadores mais modernos estão deixando de utilizar o Flash em apoio ao HTML5. Isso porque o novo formato permite um melhor desempenho no carregamento de páginas e maior segurança para navegação.

Ainda segundo a Microsoft, os desenvolvedores também serão beneficiados pela tendência de descontinuação do Flash, visto que “eles serão capazes de criar sites que funcionam em todos os navegadores e dispositivos, incluindo dispositivos móveis onde o Flash não está disponível”.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Canaltech

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: