Edge impõe restrição ao Flash Player

flashuxAlguns dos navegadores existentes no mercado estão começando gradualmente a bloquear o plugin Flash utilizado na reprodução de conteúdos multimídia nos sites.
Este comportamento se deve por um lado às frequentes falhas de segurança dos browsers e por outro, à adoção do HTML 5 por parte dos grandes distribuidores de mídia no desenvolvimento dos seus conteúdos.

No caso do Microsoft Edge (Windows 10 Build 1607), os conteúdos flash incorporados aos sites não são bloqueados, mas os usuários podem inativar o Flash Player caso pretendam.

Com o lançamento da Build 15002 do Creator Update, o comportamento do Edge em relação ao Flash muda e os conteúdos potencialmente perigosos são imediatamente bloqueados. Esta mudança pretende melhorar os níveis de segurança, estabilidade e performance do browser.

O responsável por estes bloqueios é o “Flash Click-to-Run”. Em termos de funcionamento, é parecido com o UAC na medida em que depende da autorização expressa do usuário para executar o plugin Flash quando solicitado na reprodução dos conteúdos bloqueados.

Esta mudança não afeta os sites desenvolvidos em HTML 5 que disponibilizam conteúdos multimídia. Nestes casos, o Edge economiza recursos do sistema ao não executar o plugin Flash.

A chegada destas medidas serão certamente um sinal claro de que o Flash está com seus dias contados.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Wintech

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: