Chrome e Firefox já alertam usuários sobre envio de dados sensíveis sem HTTPS

alert_connectionSeguindo um movimento geral da indústria de navegadores web, o Google Chrome e o Mozilla Firefox começaram nesta semana a avisar usuários com um novo tipo de alerta no momento em que eles tentam inserir dados sensíveis em sites sem criptografia. Ou seja, sempre que o internauta tentar fazer login ou inserir dados de cartão de crédito em um site que não seja HTTPS, ele receberá um popup avisando de que essa ação não é segura naquele site.

Até então, ambos os browsers apenas mostravam um ícone de alerta ao lado da URL do site acessado no momento, mas agora devem alertar para o perigo de forma mais incisiva. Essa novidade já estava presente nas versões de testes do Chrome e do Firefox, mas agora chegou às versões estáveis, aquelas que a grande maioria do público usa.

Diferentes

No caso do Navegador da Raposa, sempre que a pessoa tentar fazer login em algum site HTTP simples, sem criptografia, verá um popup se expandido a partir da barra de endereços. No caso do Chrome, o aviso será emitido nos momentos de login e também quando o usuário for inserir dados sensíveis, como informações de cartão de crédito, nessas páginas.

O protocolo HTTP transmite os dados das páginas web de forma plana, sem criptografia

Isso está acontecendo porque o protocolo HTTP transmite os dados das páginas web de forma plana, sem criptografia. Assim, se algum criminoso estiver de olho na sua navegação e interceptar o que você acessa na web, ele não terá trabalho algum para ver todos os dados que você inseriu na página. Isso inclui emails, senhas, nomes, endereços e números de cartões de crédito.

O protocolo HTTPS, por sua vez, é seguro, como o “S” no final indica, e já é usado pelos maiores serviços e lojas online.

Para saber se o site que você está navegando é ou não HTTPS, basta olhar a barra de endereços e verificar se essa sigla aparece na frente do endereço e se o Chrome mostra essa marcação de “Seguro”. Contudo, pode haver sites em HTTPS que ficam sem o marcador, pois não cumprem todas as exigências do navegador, mesmo sendo mais seguros que os HTTP comuns.

Fonte: Tecmundo

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: