Malware bancário em smartphones tem alta histórica

Cavalos de Troia direcionados a bancos em dispositivos móveis entraram para a lista de problemas cibernéticos no segundo trimestre de 2018. O número desses pacotes de instalação atingiu um pico superior a 61 mil, segundo levantamento da Kaspersky Lab.

Isso representa uma alta histórica, com crescimento de mais de três vezes em relação ao primeiro trimestre de 2018 e mais de duas vezes o número de instalações do primeiro trimestre de 2017.

Os cavalos de Troia direcionados a bancos em dispositivos móveis são um dos tipos mais implacáveis de malware, pois são projetados para roubar diretamente as contas bancárias dos usuários nesses aparelhos. Esse tipo de ataque é atraente para criminosos virtuais de todo o mundo que desejam ganhar dinheiro fácil. Normalmente, o malware é disfarçado como se fosse um aplicativo legítimo para induzir as pessoas a instalá-lo. Quando o aplicativo do banco é aberto, o cavalo de Troia exibe sua própria interface sobreposta à interface do aplicativo original. Quando o usuário insere suas credenciais, o malware rouba as informações.

No segundo trimestre de 2018, houve entrada massiva desses tipos de cavalos de Troia: 61.045; um recorde histórico, desde que a Kaspersky Lab observa essas ameaças. No segundo trimestre de 2018, os três países com maior parcela de usuários atacados por malware em dispositivos móveis foram: EUA, Rússia e Polônia.

A Rússia e os EUA trocaram suas posições em comparação com o primeiro trimestre de 2018, enquanto a Polônia pulou do 9º para o 3º lugar, principalmente devido à distribuição ativa das modificações Trojans.AndroidOS.Agent.cw e Trojan-Banker.AndroidOS.Marcher.w.

Tendência global

Segundo os especialistas da Kaspersky Lab, esses números tão altos poderiam fazer parte de uma tendência global de crescimento de malware em dispositivos móveis, pois o número total de pacotes de instalação de malware em dispositivos móveis também aumentou mais de 421.000 em relação ao trimestre anterior.

No segundo trimestre, as soluções da Kaspersky Lab detectaram e evitaram 962.947.023 ataques maliciosos a recursos online localizados em 187 países do mundo inteiro; isso representa um crescimento superior a 20% em relação ao período anterior. As tentativas de infecção por malware com o objetivo de roubar valores por meio do acesso online a contas bancárias aumentaram 5% em comparação com o primeiro trimestre de 2018: esse tipo de ataques foi registrado em 215.762 computadores de usuários.

Como escapar da ameaça?

Para reduzir o risco de infecção, é recomendável que os usuários:

• Só instalem aplicativos de fontes confiáveis; o ideal é usar somente a loja de aplicativos oficial.

• Verifiquem as permissões solicitadas pelo aplicativo. Se elas não corresponderem à tarefa do aplicativo (por exemplo, um leitor que solicita acesso a suas mensagens e chamadas), talvez o aplicativo não seja confiável.

• Usem uma solução de segurança sólida para a proteção contra softwares maliciosos e suas ações.

• Não cliquem em links contidos em e-mails de spam.

• Não realizem procedimentos de rooting no dispositivo, pois isso proporciona possibilidades ilimitadas para os criminosos virtuais.

Fonte: IDGNow!

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: