App Google Drive: suporte termina hoje – veja o que fazer

Hoje, dia 12 de março, a Google encerra o suporte aos aplicativos de Windows e macOS do Google Drive e do Google Fotos. A mudança foi anunciada em setembro do ano passado e usuários de ambos os serviços já devem estar recebendo notificações sobre o que fazer após o dia de hoje.

O objetivo da Google é separar quem usa os serviços pessoais de quem precisa da sincronização em um ambiente corporativo. Na prática, só o que está mudando é o nome dos aplicativos que devem ser instalados, já que as funções continuam praticamente as mesmas, possibilitando que você veja os arquivos que estão na nuvem em uma pasta do computador.

O que devo fazer para continuar sincronizando meus arquivos?

Se você usa os aplicativos do Google Drive e Google Fotos para Windows e macOS em casa, eles vão parar de funcionar neste 12 de março. Para continuar sincronizando fotos e documentos com a nuvem da Google, será preciso baixar e instalar um novo programa, chamado “Backup e sincronização”. O processo é bem parecido com o de instalação do antigo Drive e está disponível no mesmo endereço do programa antigo.

Já os usuários profissionais, que tem uma conta corporativa da G Suite para acessar arquivos do trabalho, devem usar o Drive File Stream. Ele tem algumas diferenças em relação à outra versão, como o fato de possibilitar o streaming de fotos e vídeos, além de aparecer no computador como um disco rígido e não como uma pasta.

Com o fim do suporte, os aplicativos antigos irão parar de realizar a sincronização com a nuvem da Google. Por isso, o recomendado é que todos os usuários façam a mudança assim que possível e mantenham seus backups atualizados.

Fonte: Tecmundo

Alternativas ao Google para buscas livres de rastreamento

Search

Em tempos de NSA e Prism, qualquer grande empresa de tecnologia está sob suspeita de colaboração com o governo com o programa de vigilância do governo dos Estados Unidos, vazando as informações de seus usuários.

A BBC Brasil organizou uma lista de buscadores que servem como uma alternativa à maior página de buscas do mundo. Selecionamos aqueles que prometem manter os dados dos usuários em sigilo.

DuckDuckGo
Em tempos de desconfiança sobre a privacidade na internet, a popularidade do DuckDuckGo tem aumentado e batido recordes. Seu sistema de buscas se baseia na privacidade do usuário e a empresa garante que nenhuma das buscas pode ser rastreada até chegar na pessoa responsável por ela.

O buscador diz não criar cookies para seus usuários e, por isso, não apresenta publicidade direcionada, o que é positivo, de acordo com a visão dos criadores, que afirmam que este sistema evita que o usuário fique preso a uma bolha de filtros.

StartPage
Gosta do Google, mas teme suas políticas de privacidade? A StartPage pode ser uma alternativa viável, que usa o motor de buscas do Google, mas impede que o usuário seja identificado pela empresa pela utilização de cookies.

É uma boa alternativa para quem quer se manter privado, mas ele tem uma desvantagem em relação ao Google por não oferecer resultados personalizados, o que é talvez o motivo da liderança de mercado.

Yacy
Para quem não confia em um servidor central para suas buscas, a alternativa é o YaCy, software de código aberto que utiliza tecnologia P2P para encontrar o resultado para pesquisas. Ou seja: em vez de seus próprios servidores, ele usa o computador dos usuários para achar as páginas procuradas.

Por não ser controlado por uma empresa e não ter como objetivo o lucro, ele não exibe publicidade e também não pode ser censurado. Ele também é capaz de indexar conteúdo de locais onde os buscadores comuns não chegam, como a rede Tor.

Agradeço ao Davi e ao Lucas, amigos e colaboradores do seu micro seguro, pela referência a esta notícia.

Fontes: Olhar Digital e BBC Brasil