Ferramenta on line nota 10

Se um dia você já precisou remover o fundo de uma foto e não é craque com o Photoshop, sabe que essa tarefa pode ser meio chatinha — e, convenhamos, pode ser trabalhoso mesmo para quem é designer ou conhece ferramentas de edição de imagens. Eis que a inteligência artificial (IA) vem para nos ajudar e agora é possível fazer isso em poucos segundos e com uma ótima precisão.

Software utiliza aprendizado de máquina que antes era destinado apenas a projetos maiores

O endereço Remove.bg oferece o recorte da parte desnecessária de maneira muito simples e rápida. Basta você colocar o endereço da URL ou subir o arquivo que pretender limpar e voilá, em instantes é possível ver e baixar o resultado em PNG — pronto para você colocar outro cenário, objeto ou o que quiser por ali. Não precisa baixar nada, nem fazer registro.

Isso é possível graças às recentes técnicas de aprendizado de máquina, que antes miravam apenas projetos especiais e agora vêm sendo usadas para tarefas de consumo simples. No caso de remover o fundo de uma imagem, já existem alguns algoritmos de código aberto que podem lidar com essa tarefa específica. O software simplesmente os converteu em um utilitário online gratuito. E, embora algumas das “limpezas” de fundo cortem um pedacinho ou outro do que não deveriam, os resultados costumam ser bem satisfatórios.

Já existem outros aplicativos que contam com mecanismos semelhantes, mas para funções diferentes, a exemplo do Deepart.io, que aplica estilos a um conteúdo, e o LetsEnhance.io, que usa a IA para melhorar a qualidade das imagens. E, como toda a ajuda para otimizar nosso tempo é bem-vinda, o Remove.bg vem em boa hora.

Fonte: Tecmundo

Lenovo recomenta remoção de seu app Accelerator

lenovoA Lenovo está recomendando que o seu aplicativo Accelerator seja removido dos PCs por questões de segurança.

Nos últimos dias a Duo Security liberou um relatório onde avaliou os softwares de atualizações das principais marcas de PCs que estão no mercado. Os resultados não foram nada bons e todas as marcas apresentaram pelo menos uma falha grave nesses aplicativos, onde a maioria se mostrou frágil a ataques “Men in the Middle” (MitM).

A Lenovo foi uma das marcas participantes desse teste com seu software Accelerator e foi uma das que apresentou problemas. Com a divulgação dessa notícia, a Lenovo passou a recomendar a seus usuários que removam esse software de suas máquinas, de forma a evitar maiores problemas.

Esta recomendação for tornada pública e pode ser consultada no site da marca dedicado ao suporte técnico a usuários.

O aplicativo Accelerator foi criado para tornar mais rápida a inicialização de outras programas da marca lenovo no Windows 10. A falha de segurança descoberta, mostrava que o Accelerator se mostrava vulnerável a ataques MitM, sempre que realizava a consulta por atualizações nos servidores da Lenovo.

Em vez de corrigir a falha, a Lenovo resolveu optar pelo térmico do suporte ao aplicativo, passando a recomendar a sua remoção imediata a todos os PCs.

Se você tem um notebook da Lenovo com o Windows 10 então o mais adequado a fazer neste momento é desinstalá-lo para não ficar exposto a uma falha de segurança.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: pplware

Kaspersky lança app para remoção de anúncios no iPhone

adcleanerHomens e mulheres dos dias de hoje, dificilmente, conseguem se imaginar sem seus dispositivos móveis. Isso também vale para os usuários de internet mais experientes, que não conseguem navegar sem um bloqueador de anúncios. A popularidade desse tipo de aplicação aumentou rapidamente. Um estudo da PageFair e Adobe diz que, em 2015, aproximadamente 198 milhões de usuários utilizam esse tipo solução em seus computadores.

Bloqueadores de anúncios em dispositivos móveis não são usados com tanta frequência, apesar de a publicidade mobile ser ainda mais irritante. A Kaspersky Lab desenvolveu o AdCleaner – um aplicativo iOS gratuito que bloqueia automaticamente banners, links e janelas pop-ups no navegador mobile Safari.

Além de parar a exibição dos anúncios que irritam por natureza, o bloqueador de anúncios da Kaspersky traz alguns benefícios adicionais. Páginas sem anúncios abrem mais rápido e consomem menos tráfego móvel. O ponto mais positivo é que o volume menor de conteúdo no navegador aumenta a vida útil da bateria do Iphone.

Se o usuário quiser ajudar seu site favorito e visualizar os anúncios, ele pode desligar o bloqueador a qualquer momento e permitir que o Safari mostre todos os banners.

Curiosamente, a mesma pesquisa realizada pelo PageFair e Adobe revelou as razões que incentivam os usuários a instalar um bloqueador de anúncios. Cerca da metade dos entrevistados indicaram que não é ético usar seus dados pessoais para personalizar os anúncios.

Apoiamos totalmente este ponto de vista. É por isso que o Kaspersky AdCleaner não permite que as agências de publicidade rastreiem pessoas online, protegendo os dados pessoais dos usuários e coibindo qualquer uso abusivo dessas informações.

Você pode baixar o novo aplicativo na App Store. Ele funciona a partir do iOS 9 e versões superiores, e é compatível com todos os dispositivos da mais recente linha de produtos Apple.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Kaspersky blog

Como identificar a razão do travamento do sistema

whocrashedA grande dificuldade enfrentada pelos usuários de computadores, em especial os equipados com o sistema operacional Windows, são os travamentos, e reinicializações inesperadas. As razões para que isso aconteça são várias, e nem sempre é fácil identificar a origem do problema. É frequente o número de internautas colocando perguntas sobre possíveis soluções a problemas, mas sem ter acesso ao computador nem sempre é possível responder satisfatoriamente aos questionamentos. Existe um programa gratuito que auxilia a identificar a origem dos travamentos do PC, e através do diagnóstico detalhado é possível visualizar qual o componente que está ocasionando a instabilidade no sistema.

Sobre o programa

O WhoCrashed, disponível para download nesse link aqui, é um utilitário indispensável para quem busca realizar algum tipo de manutenção no Windows. Através do programa é possível obter um relatório detalhado contendo as informações referente ao mal funcionamento de um ou mais componentes. O instalador desse aplicativo é seguro e isento de qualquer tipo de ameaça, como pode ser conferido nesta análise do Virus Total.

Após instalado, basta executar o programa para realizar um diagnóstico preventivo. Para realizar o diagnóstico, basta clicar no botão “analyze” e aguardar o término do processo de verificação. Dependendo das condições atuais do sistema operacional, pode ser que nenhum tipo de erro seja encontrado. As informações que forem exibidas são baseadas nos registros de erro do Windows disponíveis em C:\Windows\Minidump. Sempre que ocorrer o desligamento inesperado, a tela azul ou preta, o motivo pela instabilidade é reportado nesse arquivo. E com base nele é possível tentar resolver o problema. Entre os problemas mais comuns, a versão de driver tem sido apontada como sendo uma das principais causas de travamento do sistema. A solução mais provável é a substituição do driver atual por uma versão atualizada ou mais adequada ao componente de hardware.whocrashed_analiseO relatório apresentado em inglês, mas para facilitar a pesquisa pela solução do problema o programa disponibiliza os parâmetros mais apropriados para serem usados numa pesquisa no Google. E dessa forma tentar encontrar as soluções possíveis ao problema.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa matéria.

Fonte: G1

GhostBuster – um aplicativo seguro e útil

Aplicativo que enumera todos os dispositivos e remove drives fantasmas, caso exista alguma correspondência selecionável

GhostBuster é uma ferramenta funcional para remover dispositivos-fantasmas presentes no computador. Isso é muito útil quando você deseja atualizar os drivers do PC e não quer que os antigos (fantasmas) interfiram durante o processo. Ele também pode ser utilizado para remover referências de dispositivos USB ou de celulares que foram conectados alguma vez com o PC.

Quando um dispositivo físico é retirado da máquina (drive USB, dispositivo de MP3, etc) acaba deixando rastros de sua presença no registro do Windows e no sistema de arquivos , transformando-se assim em dispositivos-fantasmas que “assombram” o PC.

Isso acontece com todo computador: alguns drives que não estão presentes são listados como conectados , mesmo que o sistema não deixe que você os veja . Esses dispositivos-fantasmas não servem para nada; apenas consomem recursos importantes e que poderiam ser mais bem aproveitados em outras atividades na máquina.

Para liberar espaço em disco e recursos na memória, utilize o GhostBuster. Com ele é possível remover drives-fantasmas e dispositivos que não estão conectados efetivamente ao computador, mas que constam como se estivessem.

Instalação

Não há segredo para incluir o software na máquina. Clique no botão de download incluso nesta página e escolha um local para salvar o arquivo. Após terminar de baixá-lo, dê um duplo clique no executável do software e o programa será instalado normalmente.

Caça-fantasmas

Um dos fatores que chamam a atenção no software é a sua simplicidade. Depois de instalado, basta executá-lo para que ele vasculhe e liste automaticamente todos os dispositivos conectados ao computador.

No campo “Manufacturer” é mostrada a empresa responsável pelo desenvolvimento do dispositivo ; já em “Status”, “Match Type” e “Description” seguem mais algumas informações detalhadas sobre o componente.

GhostbusterNa parte inferior do software ficam listados todos os dispositivos conectados, filtrados, fantasmas e a serem removidos. Após o escaneamento, o software reúne tanto os componentes que foram removidos quanto os que ainda estão presentes no computador. Alguns periféricos que estão instalados, mas que não estão ligados (por exemplo , sua impressora ou scanner), também são classificados como fantasmas.

Antes de começar a limpeza dos dispositivos ghosts é recomendável que você crie um ponto de restauração no sistema. Para isso, basta marcar a opção “Create System Restore Checkpoint”.D essa forma todas as mudanças que o GhostBuster fizer poderão ser desfeitas caso seja necessário.

Para remover os arquivos-fantasmas, clique sobre eles com o botão direito do mouse e selecione a opção “Add Device” a partir do menu de contexto, assim como é mostrado na imagem abaixo.

Ghostbuster1A cor da linha do dispositivo selecionado deve ficar escura e ele pode ser selecionado para remoção. Após você ter escolhido todos os hardwares-fantasmas que precisam ser removidos, clique no botão “Remove Ghosts” para executar a eliminação. Os dispositivos selecionados serão removidos do registro e mostrados na cor púrpura com o status “Removed” neles.

Ghostbuster2Opinião do seu micro seguro: Agradeço ao nosso amigo e colaborador César Assombro por ter me falado a respeito deste software gratuito há algumas semanas atrás. Testei o programa em duas máquinas e não verifiquei qualquer tipo de problema ou incompatibilidade. Considero-o portanto um software seguro e muito útil. É compatível com o Windows XP, Vista e 7. Não tenho como garantir a compatibilidade com o Windows 8 ou 8.1, pois n”ao testei em nenhum destes sistemas. Quem tiver interesse no uso deste aplicativo segue o link do site de seu fabricante clicando aqui.  Aproveito a oportunidade para referir também a análise do Virus Total sobre o aquivo instalador do Ghostbuster clicando aqui.

Fonte: Superdownloads

Quais programas podem ser removidos com segurança do seu PC

ShouldIremoveit

“Should I Remove It?” analisa o que está instalado em sua máquina, mostra informações sobre cada programa e diz o que pode ser desinstalado sem medo.

Quanto mais tempo você usa seu computador, mais “lixo” ele acumula, na forma de programas dos quais você não precisa mais, software que nunca quis e até mesmo “adware” que nem sequer pretendia instalar, mas entrou em sua máquina em um momento de desatenção.

O resultado desse acúmulo? Boot demorado e lentidão generalizada.

Para melhorar a situação você pode desinstalar programas desnecessários ou indesejados. E se tem um pouco mais de experiência com o Windows, pode até se aventurar no utilitário msconfig e impedir que estes programas sejam carregados junto com o sistema.

Mas aí vem a pergunta: quais programas posso desinstalar ou bloquear sem medo? A última coisa que você quer fazer é remover um componente essencial do Windows, ou de outro programa útil, o que poderia fazer mais mal do que bem.

O “Should I Remove It?” (algo como “Devo removê-lo”?) é um utilitário gratuito que o ajuda a responder exatamente a esta questão. Ele analisa tudo o que está instalado em seu computador e então determina o que pode ser removido com segurança. Isso é feito mostrando tanto uma classificação para cada programa como também um “percentual de remoção”, obtido analisando quantos outros “usuários e especialistas” desinstalaram um programa.

Você também pode clicar no botão “What is it?” (algo como “O que é isto?”) para acessar um banco de dados online com mais informações detalhadas sobre um programa analisado (o que ele faz, qual o desenvolvedor, etc) ou simplesmente clicar em Uninstall para se livrar dele.

O Should I Remove It é uma excelente ferramenta que pode eliminar o “chute” na hora de decidir quais programas banir de seu PC. E o melhor de tudo: ele é gratuito, e não tenta instalar nenhum programa ou barra de ferramentas extra em seu PC.

Agradeço ao Davi e ao Lucas, amigos e colaboradores do seu micro seguro, pela referência a essa matéria.

Fonte: PCWorld

Aplicativo da F-Secure protege usuários do Facebook

F-Secure Safe Profile

Chamado de Safe Profile, app pode ser acessado diretamente via rede social e dá dicas ao usuário sobre melhores configurações de privacidade.
A empresa de segurança F-Secure anunciou nos últimos dias uma solução de proteção de dados na nuvem para usuários do Facebook. O Safe Profile é um aplicativo que visa proteger a privacidade de membros na rede social.

“O usuário comum apenas quer se divertir com o Facebook, não quer gastar tempo desvendando a complexidade das configurações de privacidade”, afirma Maria Nordgren, vice-presidente de segurança ao consumidor da F-Secure. “É aí que entra o Safe Profile. Agrupamos as configurações de privacidade mais importantes. Podemos escanear o seu perfil com relação a tais configurações e informá-lo exatamente em quais pontos sua conta pode ser melhorada”, complementa.

Scans, classificações e recomendações de segurança

O Safe Profile informa o usuário sobre as questões de segurança e privacidade mais importantes e atualiza essas informações juntamente com a rede social. Ou seja, se a plataforma atualizar alguma configuração de privacidade que passar despercebida pelo usuário, o aplicativo da F-Secure o informa sobre tal alteração.

Primeiramente o app escaneia o perfil do usuário e classifica a privacidade da conta, exibindo problemas em potencial e recomendando as configurações mais seguras. Segundo a empresa, o Safe Profile não armazena dados pessoais, apenas os examina.

Para testar o aplicativo basta acessar a página no Facebook e clicar no botão “Ir para o aplicativo”, localizado no topo direito do perfil.

Agradeço ao Davi e ao Lucas, amigos e colaboradores do seu micro seguro, pela referência a esta notícia.

Fonte: IDG Now!