App Esens: um audiobook por dia em apenas 15 minutos

Um novo aplicativo lançado para Android e iOS busca aproveitar o tempo livre dos brasileiros para que eles aprendam uma coisa nova ouvindo um livro, na verdade, um resumo dele. Algo que a CEO e idealizadora do app, a russa Elizaveta Uvarova, explica como sendo uma espécie de trailer literário estendido.

Seguindo um modelo que se assemelha ao Spotify, o app Esens possuiu uma versão gratuita e outra paga. Para assinantes, a mensalidade sai a partir de R$ 29,99 e anuidade a partir de R$ 249,99. Ao pagar pelo serviço, você terá acesso a toda biblioteca de livros e com o plano Pro (anuidade de R$ 349,99) você também poderá baixar os títulos para ouvir quando não tiver Internet. Por enquanto, a biblioteca possui uma oferta limitada – com 50 obras resumidas em áudio. A versão gratuita libera um livro por dia escolhido pelo próprio aplicativo.

Elizaveta explica que o aplicativo busca ajudar os brasileiros a encaixarem o efeito colateral da leitura no dia a dia conturbado de suas rotinas. “Acredito muito nesse mercado. As pessoas precisam hoje em dia otimizar o tempo e, enquanto elas fazem uma coisa, vão para academia, estão no trânsito, ela consegue fazer tudo isso e escutar um livro. E o mais importante é que cientificamente foi provado que escutar um livro e ler tem o mesmo efeito, o conhecimento é absorvido pela pessoa”, explica Elizaveta que defende o conceito de fast learning que o aplicativo propõe. “Conhecimento é o que vai manter as pessoas no mercado, é o que vai ajudar as pessoas a se reinventarem”, defende.

Escute um livro por dia

A biblioteca do Esens oferece 15 categorias de livros que variam desde negócios, finanças, economia, liderança e marketing. Há ainda títulos que passeiam pela cultura, ciência, história e até auto-ajuda e qualificação profissional. Uma das grandes vitrines do Esens são os resumos de best-sellers. Entre eles está a obra “Homo Deus: Uma Breve História do Amanhã, do israelense Yuval Harari” e “Estratégia do Oceano Azul”, de W. Chan Kim e Renée Mauborgne. Até o fim de 2019, a plataforma busca ofertar 400 livros, incluindo títulos que ainda não foram lançados no Brasil.

Uma equipe com especialistas em comunicação, linguística e tradução tem o trabalho de ler as obras, resumi-las e, por fim, gravá-las em estúdio. A ideia é que a mensagem principal dos livros seja resumida em um áudio de cerca 15 minutos. Entretanto, há títulos cujo resumos chegam a até 30 minutos. Vale ressaltar que a biblioteca do Esens não oferece livros de ficção e sim obras conceituais.

Elizaveta Uvarova, CEO do Esens
Para Elizaveta, o aplicativo não busca competir com a própria literatura, mas sim dar um empurrão para que as pessoas possam aprender algo e, para ela, pode ser encarado como uma espécie de vitrine para os autores. “Não queremos matar a leitura. Queremos ajudar os autores. A pessoa que tem o hábito de ler muito, ela vai ler o livro inteiro. Mas aquela que não tem esse hábito, poderá aprender algo com o resumo e aí decidir se compra ou não o livro”, diz Elizaveta.

Elizaveta diz que estuda ainda outras possibilidades de ofertar o aplicativo, como liberar o acesso gratuito para estudantes comprovados ou pessoas com baixa renda.

Fonte: itmidia