Conheça o novo Dell Data Protection

dell_data_protectionA série Dell Data Protection inclui soluções para criptografia, segurança dos terminais, gerenciamento de acessos e proteção das aplicações

A Dell está lançando no Brasil uma linha própria de software para segurança da informação voltada a dispositivos de acesso à rede corporativa: a Dell Data Protection (DDP). A suíte inclui recursos de criptografia, autenticação e prevenção de malwares em computadores e tablets com sistema operacional Windows e é dirigida a empresas de todos os tamanhos.

A linha Data Protection Endpoint Security Suite já está disponível para computadores e tablets corporativos da Dell. O pacote contempla uma solução integrada de tecnologias voltadas a proteger os dados e os sistemas corporativos.

“Os dados são hoje o ativo mais precioso das organizações e essa linha atende à demanda das empresas para proteger informações de computadores e tablets corporativos e controlar e gerenciar o acesso desses equipamentos à rede corporativa para evitar o vazamento de informações e a disseminação de códigos maliciosos”, diz Mateus Eckert, Gerente de Marketing de Produto de Notebooks, Ultrabooks e Tablets Corporativos da Dell Brasil.

O lançamento alinha-se à estratégia global da companhia de ser um fornecedor de soluções de TI ponta-a-ponta para os clientes, com hardware, software e serviços que atendam às mais diversas necessidades das corporações.

A solução Dell Data Protection Endpoint Security Suite inclui os produtos Encryption, para criptografia de software, hardware e aplicações na nuvem; Security Tools, para gerenciamento de senhas com proteção de hardware para login; e Protected Workspace, para proteção contra malwares e ameaças a sistemas e aplicações.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: IDG Now!

98% dos PCs corporativos contém algum tipo de malware

chamaleon_malwareAs companhias brasileiras não estão preparadas para possíveis novos ataques cibernéticos, diz estudo da Trend Micro.

A grande maioria (98%) dos computadores de grandes empresas brasileiras contém amostras de malwares, de acordo com um estudo realizado pela empresa de segurança Trend Micro. Das análises realizadas, foram encontrados 72% malwares do tipo bancário, 30% malwares para Android e 58% eram malwares desconhecidos.

O levantamento verificou máquinas de mais de 100 corporações brasileiras equipadas com mais de 2 mil computadores, com o intuito de realizar uma avaliação de segurança da informação com base nos últimos serviços Deep Discovery. A análise aponta que as companhias não estão preparadas para possíveis novos ataques cibernéticos.

Também foi constatada a presença de botnets ativas. Botnets são redes de computadores zumbis controlados por cibercriminosos que podem roubar dados confidenciais das máquinas infectadas e distribuir conteúdos não-solicitados, como spams, sem que o operador do PC tenha conhecimento. Essa ameaça estava presente em cerca de 90% das máquinas. Também foram encontradas aplicações não autorizadas em 82% dos computadores, documentos maliciosos em 66%, e conexões a serviço de Cloud Storage em 80%.

Os principais riscos para as empresas são:

– Vazamento de informações confidenciais;

– Funcionários e empresa como vítimas de ataques bancários;

– Uso da infraestrutura da empresa para ataques a terceiros;

– Presença constante de atacantes dentro da rede;

– Sequestro de informações cruciais ou críticas, cobrando o resgate da empresa ou vendendo as informações para outros;

– Espionagem.

“A falta de segurança é um problema grave e as empresas nem sempre têm essa percepção. Elas correm riscos, como o vazamento de informações confidenciais, fraudes bancárias e até de ter ataques realizados a partir de sua rede, sem saber. A companhia ainda pode ter suas informações sequestradas e correr o risco do cibercriminoso vendê-las para um terceiro, sem a possibilidade de recuperar esses dados”, afirma Leonardo Bonomi, diretor de tecnologia e suporte da Trend Micro.

Estar com as aplicações atualizadas e ter uma estratégia de proteção em camadas é a melhor maneira da empresa se proteger de possíveis ataques. “Para se prevenir, é muito importante que as empresas tenham uma estratégia eficiente de segurança em camadas, que proteja todas as máquinas e a rede da empresa”, diz Bonomi.

Agradeço ao Davi, amigo e colaborador do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: IDG Now!