Mozilla corrige bug no Firefox reportado há 8 anos

A desenvolvedora Mozilla corrigiu um bug reportado há oito anos referente ao gerenciamento de memória RAM consumido pelo Firefox no Windows. Um relatório em seu site Bugzilla sugere que a solução encontrada pela empresa foi priorizar algumas abas em relação a outras. “Descarregar automaticamente (descartar/hibernar) guias não usadas para liberar recursos quando ficar sem memória”, aponta a publicação.

Em 2017, a Mozilla fez um dos mais importantes upgrades desde o lançamento do Firefox, que prometia maior velocidade de navegação. A mudança realmente passou a funcionar, mas apenas quando poucas abas são abertas ao mesmo tempo; do contrário, o desempenho do navegador começa a ser visivelmente comprometido.

Quais abas serão priorizadas durante o processo

No relatório também é dito qual a ordem com que o processo do novo algoritmo irá funcionar, ou seja, quais abas deverão ser descartadas ou hibernadas primeiro quando houver maior consumo de RAM, sendo elas:

  • Primeiras guias que não estão reproduzindo áudio e não são fixadas
  • Guias fixas que não reproduzem áudio
  • Guias reproduzindo áudio.

Nota-se que as guias regulares terão maior prioridade em relação às que forem configuradas como fixas na página inicial do Firefox. A correção feita pela Mozilla já pode ser conferida no Firefox Nightly 67, plataforma estável de testes de novos recursos do navegador. Ainda não foi confirmado quando a mudança chegará à versão tradicional do Firefox.

Fonte: Tecmundo