Vem aí: Novo Firefox, mais rápido e repaginado

A Mozilla anunciou nesta semana uma nova iniciativa para retomar os seus tempos de glória, o Firefox Quantum. A nova versão do navegador já está em versão de testes e promete ser duas vezes mais rápido do que o Firefox de 2016 além de consumir 30% menos de memória RAM do que o seu principal rival, o Google Chrome.

O grande trunfo do Firefox Quantum é o seu novo motor de renderização. A novidade foi desenvolvida dentro do Project Quantum, anunciado em outubro de 2016 a fim de criar uma nova engine para computadores modernos. Esse esforço rende, agora, o seu primeiro grande fruto, um navegador completamente remodelado.

Para comprovar o bom trabalho em torno da ferramenta, a Mozilla fez uma postagem detalhada sobre o desempenho do Firefox Quantum Beta em comparação com os principais navegadores do gênero. E ele se saiu melhor do que os rivais na questão do consumo de RAM, por exemplo, no Windows e no Ubuntu, perdendo apenas para o Chrome no macOS. Nos testes de velocidade, o Firefox Quantum fez uma média de 66 pontos contra 51 do Chrome 61 e 32 do Firefox 52.

Por que mais rápido?

“Historicamente, o Firefox roda basicamente em um único núcleo do processador, mas o Firefox Quantum tira vantagem de forma muito mais efetiva das CPUs de múltiplos núcleos dos dispositivos mobile e desktops de hoje em dia”, informa a Mozilla. “Essa utilização aprimorada do hardware do seu computador faz o Firefox Quantum significativamente mais rápido.”

Em paralelo a isso, a Mozilla adicionou ao Firefox um esquema de prioridades que privilegia sempre a aba ativa no momento, carregando nela conteúdo antes daquelas que são abertas em segundo plano. Tudo isso graças à linguagem Rust, utilizada pela desenvolvedora na criação do seu novo navegador, e a arquitetura de múltiplos processos empregada no programa.

Para complementar, a cereja do bolo para o Firefox Quantum é a correção (até agora) de 468 bugs identificados em versões anteriores do navegador.

De cara nova

Se você sentia falta de grandes mudanças visuais no Firefox, esse problema vai acabar. Isso porque a Mozilla apresenta no Firefox Quantum uma nova interface chamada de Photon. Mais moderna e minimalista, ela traz novos detalhes gráficos à superfície do navegador, botões com design mais sutil e um contraste de cor muito mais vivo do que antes.Além de abas retangulares e animações mais suaves, o Quantum também conta com um menu chamado Biblioteca, onde você verá todos os conteúdos relacionados à navegação — links do Pocket, favoritos, histórico, downloads, abas e capturas de tela.

Beta disponível

A versão Beta do Firefox Quantum já está disponível para desktop, Android e iOS. A versão final do navegador será lançada em 14 de novembro de 2017.

Fonte: Tecmundo

Kaspersky Free Antivírus em Português

O antivírus Kaspersky Free em português já está disponível para download. A versão em inglês foi lançada no dia 25 de julho de 2017.

O novo antivírus gratuito da Kaspersky oferece proteção básica contra malwares e outras ameaças sem incomodar o usuário com adwares.

Ele oferece recursos como proteção em tempo real contra vírus e outros malwares, proteção contra sites maliciosos e até proteção contra alterações não autorizadas em sua configuração.

Recursos como Controle dos Pais, segurança para pagamentos na Web, proteção de dispositivos móveis e suporte técnico estão desabilitados na versão gratuita do antivírus.

A licença do Kaspersky Free é válida por um ano após a sua instalação, e de acordo com os termos de uso, alguns dias depois disso o antivírus vai expirar e deixará de funcionar. O registro dele não é obrigatório, mas com ele o usuário receberá ofertas especiais e novidades.

O antivírus Kaspersky Free em português está disponível para download aqui. Ele é compatível com as versões 32 e 64 bits do Windows XP, Windows Vista, Windows 7, Windows 8/8.1 e Windows 10.

As novidades na versão 18.0.0.405

– Suporte para proteção contra a infecção enquanto o sistema operacional está sendo reiniciado.

– Notificação adicionada do Antivírus da Web quanto a páginas que contêm adware ou software legítimo que pode ser usado por criminosos para danificar o seu computador ou os seus dados particulares.

– Velocidade melhorada de determinados cenários de instalação, a primeira inicialização e a primeira atualização do aplicativo.

– Agora o aplicativo espera um período de tempo mais longo antes de exibir uma notificação sobre bancos de dados e módulos do aplicativo desatualizados quando o computador desperta do modo de suspensão.

Já a lista de problemas conhecidos inclui

– Se a caixa de seleção “Sempre verificar conexões criptografadas” for selecionada, o aplicativo verificará as conexões criptografadas mesmo se você tenha feito uma pausa na proteção.

– Se o aplicativo foi instalado no Windows 7 e você fez um upgrade do sistema operacional para o Windows 10 mas agora deseja reverter de volta ao Windows 7, é aconselhável desinstalar o aplicativo e instalá-lo novamente depois de reverter de volta ao Windows 7.

– Em determinados sites, o aplicativo pode bloquear o download de páginas adicionais em janelas ou quadros suspensos. Para resolver este problema, desmarque a caixa de seleção “Injetar o script para o tráfego com páginas da Webt” nas configurações de rede do aplicativo.

– Se a proteção interativa for desativada, as tarefas para processar as ameaças no seu computador a partir do portal My Kaspersky pode não ser executadas.

– Determinados tipos de objetos da categoria “Software legítimo que pode ser usado por criminosos para danificar o seu computador ou dados pessoais” não são processados a partir do portal My Kaspersky. Estas ameaças devem ser processadas no computador.

Agradecemos ao Augusto, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Baboo

Novo Firefox 55 traz novidades

O domínio do Chrome não intimida a Mozilla: determinada a conquistar mais usuários (ou, pelo menos, a manter a base atual), a organização lançou o Firefox 55 oficialmente nesta terça-feira (8). A novidade traz suporte a recursos de realidade virtual, inicialização mais rápida e, como de hábito, promessa de mais desempenho.

De acordo com a Mozilla, o Firefox para Windows é, a partir de agora, o primeiro navegador para desktop a oferecer suporte nativo à WebVR, API que permite a execução de aplicações de realidade virtual diretamente no browser. O padrão é compatível com dispositivos como Oculus Rift e HTC Vive.

A ideia é permitir, por exemplo, que você experimente um aplicativo ou jogo com realidade virtual diretamente da web. É possível encontrar algumas experiências no site Mozilla VR.

Embora bem-vindo, a WebVR deve beneficiar apenas uma pequena parcela de usuários. Mas o Firefox 55 não se limita a isso. Graças ao projeto Quantum Flow, que visa melhorar o desempenho do navegador em vários aspectos, a nova versão também traz inicialização mais rápida quando várias guias de uma sessão anterior são restauradas.

No desempenho geral, a Mozilla ressalta que a versão de 64 bits do Firefox para Windows está mais rápida e menos suscetível a erros — testes mostram que o navegador reduziu o índice de falhas em 39% em computadores com 4 GB de RAM.

Outros atributos incluem buscas mais rápidas na web a partir da barra de endereços, bloqueio por padrão de Flash (é necessário clicar no conteúdo para ativar a execução) e uma área no menu Opções para ajuste da quantidade de processos que o navegador pode abrir — o padrão é quatro, mas a própria Mozilla sugere que esse número seja aumentado se você tiver um computador com 8 GB de RAM ou mais.

Se ficou parecendo que o Firefox 55 trouxe avanços significativos, mas pouco empolgantes, pelo menos a novidade ajuda a preparar terreno para a chegada do Firefox 57: em entrevista recente à CNET, o CEO da Mozilla Chris Beard afirmou que essa versão vai ser um “big bang” por conta da quantidade de recursos que trará, incluindo design renovado e motor de renderização totalmente novo.

Enquanto isso, o Firefox 55 pode ser baixado aqui.

Agradecemos ao Domingos, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Tecnoblog

Mozilla lançou o Firefox 54

A Mozilla disponibilizou para download nesta terça-feira o Firefox 54, versão mais recente do popular navegador com código aberto, para Windows 32 e 64 bits.

O navegador oferece recursos como o suporte para extensões, navegação por guias (tabbed browsing), alerta contra sites maliciosos e suporte para sincronização de informações (histórico de navegação, senhas, favoritos e até mesmo abas abertas).

Ele possui um gerenciador de senhas, bloqueador de janelas pop-up, pesquisa integrada, corretor ortográfico, gerenciador de downloads, leitor de feeds RSS e muitos outros.

De acordo com o changelog publicado aqui pela Mozilla, o Firefox 54 traz correções para múltiplas falhas de segurança (detalhes aqui), mudança visual no botão de download e no painel com o status dos downloads, correções de bugs e outras novidades.

Faça o download do Firefox 54

A versão 32 bits do Firefox 54 para Windows está disponível para download aqui. A versão 64 bits para o sistema operacional da Microsoft está disponível para download aqui.

Desenvolvedores de sites e aplicações Web podem obter as versões 32 e 64 bits do Firefox Developer Edition clicando aqui.

Quem instalou o Serviço de Manutenção junto com uma versão anterior do navegador deverá receber a versão 54 automaticamente.

Saiba mais sobre o navegador Firefox acessando seu site oficial.

Importante lembrar que o Windows XP e o Windows Vista não são suportados por esta versão. O suporte para ambos foi descontinuado com o lançamento da versão 53.

Agradecemos ao Domingos, colaborador do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Baboo

Conheça o BitDefender Home Scanner

A Bitdefender lançou recentemente o Bitdefender Home Scanner, um utilitário gratuito que verifica sua rede doméstica e dispositivos conectados em busca de vulnerabilidades.

O software pode detectar dispositivos com criptografia “pobre” ou com autenticação insegura, credenciais de login com senhas fracas e “backdoors ocultas”.

Depois da verificação inicial, o Bitdefender Home Scanner lista os dispositivos encontrados na rede e seu status. As informações exibidas incluem nome do fabricante, endereço IP, Endereço MAC, tipo do dispositivo e mais.

Caso alguma vulnerabilidade seja encontrada, o software destacará o dispositivo vulnerável na lista (como pode ser visto nas imagens abaixo) e fornecerá mais algumas informações.

A Bitdefender recomenda que todos os dispositivos conectados à rede sejam mantidos sempre atualizados.

O Home Scanner está disponível para download aqui e é compatível com o Windows 7 e versões posteriores. Mais informações sobre ele podem ser encontradas aqui.

Agradecemos ao Igor, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Baboo

Vem aí: Windows 10 S

Muita gente já aguardava uma nova versão do sistema operacional da Microsoft e a companhia revelou o Windows 10 S no último dia 2/05, durante o evento Microsoft EDU, em Nova York. O software é uma versão “simplificada” do Windows 10, com foco na agilidade, visando especialmente o mercado educativo.

Windows 10 S é um concorrente forte para as máquinas que vêm com o Chrome OS, os Chromebooks.

O Windows 10 S — chamado de Windows Cloud durante sua fase de desenvolvimento — é um sucessor natural do Windows RT e vai utilizar somente os apps da loja virtual da companhia, para garantir programas que otimizem o funcionamento do hardware e evitem malwares e ferramentas de terceiros que possam vir a causar lentidão. Caso você queira usar um produto “de fora”, será necessário deslogar e mudar para a edição normal do Windows 10.

Em uma demonstração, o Windows 10 S fez o primeiro login em uma máquina na metade do tempo do Windows 10 — em 15 segundos — e, com um pen drive, a gigante de Redmond exibiu o assistente Intune for Education configurando suas tarefas em apenas 30 segundos — segundo o relato, 600 instalações foram realizadas em PCs dessa forma em um dia.

O Windows 10 S, concorrente de peso para o Chrome OS e os Chromebooks, virá embutido no hardware de diversos parceiros — incluindo Acer, ASUS, Dell, Fujitsu, HP, Samsung e Toshiba — e Office 365 gratuito para estudantes e professores, assinatura anual do Minecraft Education Edition e compatibilidade com dispositivos de realidade aumentada e virtual. As máquinas devem custar a partir de US$ 189 (quase R$ 600 na cotação desta terça-feira, sem taxas) e quem quiser pode fazer o upgrade para o Windows 10 Pro posteriormente.

Fonte: Tecmundo

Google lança o Chrome 57 em sua versão final

O Google disponibilizou para download nos últimos dias o navegador Google Chrome 57.0.2987.98 para Windows e outras plataformas.

O navegador inclui recursos como o suporte para navegação por guias (tabbed browsing), sincronização de configurações via conta do Google, suporte para extensões, corretor ortográfico integrado, suporte para apps disponíveis na Chrome Web Store, acesso rápido aos serviços do Google, como o YouTube e Gmail e outros.

De acordo com o anúncio no blog oficial, a versão 57.0.2987.98 do navegador traz correções para 36 falhas de segurança. Algumas falhas corrigidas são de alto risco e por isso é recomendado que os usuários instalem a nova versão o mais rápido possível.

Os usuários do Windows sem o navegador instalado podem fazer o download do Google Chrome 32 bits aqui* e do Google Chrome 64 bits aqui*. Usuários de outras plataformas podem fazer o download aqui.

Os instaladores .msi, que podem ser gerenciados em ambientes corporativos, estão disponíveis aqui para Windows 32 e 64 bits.

Quem já tem o navegador instalado deve receber o Google Chrome 57.0.2987.98 automaticamente.

Fonte: Baboo