Golpe no Facebook: Passagens aéreas gratuitas

Foi identificado nos últimos dias mais um golpe circulando pelo Facebook. A nova estratégia dos criminosos oferecia duas passagens aéreas gratuitas a cada usuário que participasse de uma promoção. O problema é que – obviamente – a pessoa saía perdendo.

As páginas falsas se passavam pelas companhias LATAM e GOL, atraindo assim os acessos aos sites maliciosos, convertendo-os em assinaturas para mensagens de textos pagas, serviço que cobra do usuário por cada SMS recebido.

Ao acessar a página, a pessoa era informada de que havia sido contemplada com os bilhetes, mas seria necessário reivindicá-los.

Para solicitar as supostas passagens, a vítima tinha que responder a três perguntas genéricas, como “você gosta dos nossos serviços dentro do avião?”.

Depois de responder ao questionário, uma animação aparecia na tela, simulando o processamento, que supostamente estaria verificando os resultados.

Depois dessas etapas, a tela apresentava três opções: compartilhar, curtir e obter bilhetes. O primeiro botão permitia que o usuário compartilhasse a suposta oferta no Facebook. Dessa forma, novos contatos da rede social abriam a página para participar da falsa promoção e, assim, viralizavam o golpe.

Ao clicar em “obter bilhetes”, uma janela surgia informando que a mensagem deveria ser compartilhada com 15 amigos, sem fazer qualquer tipo de verificação.

O “curtir” era o botão mais grave, já que redirecionava o visitante para uma página externa com uma foto de outra companhia aérea. Ao clicar nessa imagem de fundo, o visitante era levado a um site de assinatura de SMS Premium.

Caso a vítima chegasse a se inscrever – pensando ser necessário para ter as passagens –, pagaria o valor de R$ 3,99 por semana (para Oi, TIM e Claro) ou R$ 2,99 (para Vivo), que seriam debitados do saldo do cliente. E o pior: o serviço tem renovação automática.

Rede social bloqueia links

O Facebook passou a impedir o compartilhamento do link e também a remover os posts publicados que continham a página após diversos internautas reportarem o conteúdo como malicioso.

A empresa de segurança digital ESET alerta que, se por algum motivo você acabou inscrito nesse serviço de SMS sem ter intenção, a alternativa é enviar uma mensagem com a palavra “SAIR” para o número 49769.

E vale o aviso: nunca confie em sites que sejam diferentes dos oficiais ou links com ofertas mirabolantes. Lembre-se que os serviços suspeitos que pedem compartilhamentos com uma grande quantidade de contatos podem ser fraudes.

Fonte: Tecmundo