Google irá bloquear anúncios em Flash

say-no-flash-playerO Google anunciou ontem (10/2) que não aceitará mais publicidade baseada em Flash a partir de 2 de janeiro de 2017. A própria Adobe está abandonando o uso do seu produto em prol do HTML5.

Isso significa que ambos Google Display Network e DoubleClick Digital Marketing não exibirão anúncios em flash, apenas em HTML5, caso queiram usar animações. Por sua vez, as propagandas em vídeo poderão continuar utilizando o produto – ao menos por enquanto.

Até junho de 2015, o número de publicidade baseada em flash exibida no mundo chegou a 100 milhões, e 84% dos banners também estavam rodando em Flash, segundo dados do Ad Age. Espera-se que esse número seja reduzido significativamente ano a ano e, eventualmente, chegue a zero.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: ITForum365

China bloqueia vendas de antivírus Kaspersky e Symantec

symantec-kasperskyDepois do bloqueio feito pelo governo ao Windows 8 e ao Microsoft Office, as autoridades chinesas decidiram agora bloquear as vendas das soluções de segurança Kaspersky e Symantec.

Segundo se especula, este bloqueio teria sido uma forma de responder ao governo americano que recentemente acusou o governo chinês de os espionagem, no entanto, e mesmo que isso sirva de justificativa, fica sem explicação o motivo do bloqueio dos produtos da empresa russa Kaspesky.

Atualmente o mercado chines possui apenas cinco empresas capazes fornecer aplicações de segurança como são o caso da Qihoo, Venusteh, CAJinchen, Beijing Jiangmin e Rising.

Desta forma fica aberto o caminho para o governo chinês conseguir controlar os aplicativos de segurança daquele país de forma mais simples e dessa forma realizar verdadeiras ações de espionagem…

Agradeço ao Davi, amigo e colaborador do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Wintech