You Tube pode ganhar características de rede social

youtube-op-facebookSabe-se que o Facebook está conquistando de forma muito meticulosa, o espaço financeiro do Google na Internet. Esta estratégia passa por transformar a rede social numa espécie de “intra web”, isto é, conseguir levar à rede social todo o conteúdo que o usuário busca.

O Google está demorando a reagir, a fórmula não foi encontrada ainda, mas agora a estratégia poderá vir a ser transformar o YouTube numa rede social.

Quem levanta essa possibilidade, que poderá muito bem ser plausível, é o site Venture Beat. Segundo informações veiculadas por esta fonte, o Google já tem um plano de transformar o seu produto YouTube numa rede social.

No meio da concorrência gerada pelo Facebook, Snapchat e Twitter, o YouTube estaria desenvolvendo um recurso chamado internamente de Backstage que permite aos usuários compartilhar fotos, pesquisas, links, mensagens de texto e vídeos com os seus assinantes.

O Backstage poderá ser lançado até ao final deste ano e serão desenvolvidas igualmente aplicativos para dispositivos móveis. Inicialmente, terão acesso a este novo serviço os usuários do YouTube mais influentes e populares, depois, progressivamente, será libertado ao público em geral, como informa a Venture Beat.

Podemos entender que o Google está a imaginando um serviço onde os posts compartilhados no Backstage poderão ser apresentados por ordem cronológica inversa e os usuários inscritos poderão seguir as novidades através de uma timeline e receber as conhecidas notificações. Poderá ser um meio termo entre o que hoje conhecemos do Facebook e o que oferece o Twitter.

Assim, o Backstage poderá marcar uma mudança fundamental no YouTube, cujo foco exclusivo era o vídeo que até nem tinha uma integração muito bem sucedida com a sua atual rede social Google Plus.

Esta preocupação ocorre num momento em que o Google está observando os seus You Tubers dando atenção ao que o Facebook ameaça fazer, monetizar os vídeos dentro da sua rede social e atraindo mais usuários do YouTube para o seu universo.

Diante dos muitos comentários a respeito, o porta-voz do Google afirmou que “nós não comentamos rumores ou especulações”.

Uma coisa é certa: vem novidade por aí!

Fonte: pplware

Hello, nova rede social, estreia no Brasil

helloHello, nova rede social de Orkut Buyukkokten, já está disponível no Brasil. A novidade chegou ao país antes do previsto e os aplicativos para smartphones Android e iOS já podem ser baixados.

O Hello tem visual parecido com o do Instagram. A linha do tempo foi concebida na vertical e as fotos publicadas na rede social têm formato quadrado.

Segundo Orkut, a rede social se diferencia do Facebook porque o foco está “no amor e não nas curtidas”.

Para criar seu perfil no Hello, é preciso escolher suas cinco Personas, conjuntos de características que definem você. Por exemplo: fã de tecnologia, Gamer, Geek, Amante de gadget e fotógrafo.

Os conteúdos aparecem para você conforme seus interesses, em uma linha do tempo chamada Folio. Entretanto, um usuário pode publicar uma foto com foco em uma persona que não seja a sua. Ou seja, essas personas lembram as hashtags.

No primeiro acesso, é preciso responder um longo questionário com 60 perguntas. A partir disso, você recebe a sua Hello Class, que tem definições sempre positivas sobre cada perfil de usuário.

O Hello também funciona como um game e, como outros jogos, permite fazer compras de moedas. Esse dinheiro virtual pode ser obtido gratuitamente com acessos diários, comentários e curtidas em publicações. Quanto mais moedas você tem, mais cresce como usuário e passa de nível. O crédito virtual pode ser comprado por valores que variam entre 3,19 e 159,99 reais.

A rede social já tinha mais de 100 mil pessoas cadastradas com interesse em participar. No entanto, somente quem tem smartphones sistemas Android Lollipop (5.0), iOS 8 ou versões superiores poderão usar o aplicativo do Hello. Edições do app para Android KitKat e Jelly Bean chegarão em breve.

“A Hello foi desenvolvida para estabelecer interações reais e autênticas, para ser simples, bonita e pacífica. Na hello reunimos o melhor de todas as redes sociais. Os brasileiros até hoje compartilham ótimas memórias e os amigos que fizeram nos tempos de orkut.com. Por isso, estou confiante que a hello será bem recebida neste país tão caloroso e aberto”, diz, em nota, Orkut.

Por enquanto, o Hello é como uma festa em que os convidados não chegam no horário pontualmente. Resta saber se eles irão chegar com um pouco de atraso ou se a lista de participantes será menor do que a esperada. Se o segundo cenário se mostrar verdadeiro, o Hello pode cair rapidamente no esquecimento, como aconteceu com o ICQ, que também tentou ressurgir das cinzas.

Fonte: Exame