Hacker dá dicas de como criar senhas fortes

SenhasAnalistas de segurança sempre lembram que as senhas são parte importante nos cuidados que deve se ter na internet. Mas, ainda assim, muitas pessoas colocam senhas fracas e fácies de serem descobertas por cibercriminosos.

Segundo o hacker da RedTeam Security, Kurt Muhll, uma das maneiras mais fácies de criar uma senha segura é usando uma frase.

A técnica funciona assim: pense em uma frase simples que você possa lembrar. Por exemplo, “Eu comprei minha casa por R$1”. Depois, componha a senha com a primeira letra de cada palavra; fica “Ecmcp$1”.

“Isso vai dar as letras maiúsculas, minúsculas, um número e caracteres especiais”, explica Muhl. “É algo fácil de lembrar. Tudo que você precisa fazer é lembrar qual é a frase”.

Por quê a senha é forte? Os softwares usados para quebrar senhas fazem combinações de palavras, números e frases conhecidas até encontrar a combinação correta, o que pode levar menos de uma, afirma o hacker. Por isso, senhas como “123456” e “password”, ou qualquer outra que use uma palavra completa ou sequências, são consideradas inseguras.

Para fazer a senha ficar ainda mais forte, é só incluir mais elementos na frase. Dessa forma o número de combinações que os computadores precisam fazer é maior e demora mais para conseguir o acesso, se conseguir acertar.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Olhar Digital

Como criar senhas quase indecifráveis

Psswords

Aproximadamente 74% dos internautas usam a mesma senha em vários sites, por isso, se um hacker obtém sua senha, ele terá, por tabela, acesso a todas as suas contas. Reutilizar senhas de e-mail, contas bancárias e de mídias sociais, pode levar ao roubo de identidade e perda financeira.

Qual é a solução? É mais fácil do que você imagina. Para começar, vá até estaa página da Intel para testar o quão facilmente pode ser quebrada a sua senha atual. (O site promete não reter qualquer informação, embora ainda recomenda-se que você não use a senha real – então use algumas combinações semelhantes.)

De lá você pode rolar a tela para baixo para ver um simples processo passo a passo para transformar a sua senha de “hackeável” para “indecifrável”.

O principal argumento aqui é evitar a habitual mistura de letras, números e sinais de pontuação (que você foi aconselhado a fazer muitas vezes) e, em vez disso, optar por uma combinação mais fácil de ser lembrada.

Então, por exemplo, se sua senha é algo como “PCW0rldD4ve”, você pode se dar melhor se mudá-la para “Eu amo ler PC World!”. Parece loucura, mas como McAfee e a Intel mostram, não se trata de complexidade, mas sim comprimento.

E você poderia adaptar uma frase semelhante a todos os outros sites que você visita: “Eu amo ler Facebook!”, por exemplo, e assim por diante. Agora você tem a diversidade e a simplicidade na palma da mão. A única pegadinha é que alguns sites não permitem que você use espaços, e outros podem limitar o comprimento da senha.

Mas vale a pena tentar.

Agradeço ao Davi e ao Lucas, amigos e colaboradores do Seu micro seguro, pela referência a esta matéria.

Fonte: IDG Now!

Dica para criação de senhas fortes

Password

Estudo publicado pela Universidade de Carnegie Mellon e pelo MIT mostra que senhas sem sentido aparente são mais difíceis de serem quebradas

Você está melhor protegido esquecendo suas lições de gramática quando o assunto é criação de senhas, de acordo com uma pesquisa feita pela Universidade de Carnegie Mellon e pelo MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts).

Os pesquisadores dizem que o uso de gramática – boa ou má – pode dar pistas a crackers sobre as palavras em uma senha composta por multiplas palavras. E eles construíram um algoritmo como uma prova de conceito para demonstrar essa descoberta.

A equipe, liderada pelo estudante Ph.D em software de engenharia Ashwini Rao do Instituto CMU de Pesquisa de Software, irá apresentar seu estudo na conferência de dados e aplicações de segurança e privacidade Association for Computing Machinery, que acontecerá em 20 de fevereiro, em San Antonio.

O time testou o seu algoritmo de cracking (programado para reconhecer gramática) em 1434 senhas que continham 16 ou mais caracteres, e decifrou apenas 10% do conjunto de dados com o algoritmo. “Nós não devemos confiar cegamente no número de palavras ou caracteres em uma senha como medida de segurança”, afirmou Rao, em um comunicado.

Os pesquisadores disseram que, embora uma senha baseada em uma frase ou uma sentença curta possa ser mais fácil para um usuário lembrar, ela também é fácil de ser decifrada.

Afinal, as regras gramaticais limitam a escolha de palavras e estruturas. Ou seja, uma frase com pronome-verbo-adjetivo-substantivo seria mais fácil de ser quebrada do que uma composta por substantivo-verbo-adjetivo.

Os pesquisadores descobriram que “martelado requisitos asinino”, por exemplo, é mais difícil de quebrar do que até mesmo o mais longo e aparentemente inteligente “$0 pode h4v3r um #1!”

Agradeço ao Davi e ao Lucas, amigos e colaboradores do Seu micro seguro, pela referência a esta notícia.

Fonte: IDG Now!

Chrome ajuda usuário na criação de senhas fortes

O Google quer ajudar seus usuários a melhorar a qualidade e a força das suas senhas, aumentando consequentemente a segurança de seus dados.
Esta semana a empresa adicionou um novo recurso ao Chrome especialmente para isso.

Em compilações recentes do Chrome, a ferramenta ajuda os usuários do navegador do Google a criar uma senha mais complexa e difícil de ser descoberta. Quando ela está ativa, o Chrome começa a ficar de olho nas páginas de criação de contas que possuem campos de senha e, assim que vê uma, um par de chaves aparecerão ao lado do campo em branco dedicado à criação da nova senha.

Clique nessa imagem e o painel de sugestão aparece. Como podemos ver na imagem abaixo, o Google não está oferecendo nenhuma opção sequer parecida com as que apareceram na edição 2013 das 100 senhas mais fracas da web. Não gostou do que o Chrome sugeriu? Basta clicar no ícone de atualização para carregar outra opção de senha.

Agradeço ao Lucas, amigo e colaborador do Seu micro seguro, pela referência a esta notícia.

Fonte: Canaltech