Gmail: bloqueando mais de 100 milhões de spams por dia

Mensagens de spam são a erva-daninha de nossos e-mails. Elas estão lá para fazer um volume desnecessário, quando não são chamativas o suficiente para você abri-las e se deixar enganar por uma promoção única que, na verdade, é um golpe phishing. Agora o Google diz que está no caminho certo para resolver isso usando aprendizado de máquina, mais especificamente, o seu próprio framework de machine learning TensorFlow. A tecnologia tem sido aplicada para treinar filtros adicionais de spam para os usuários do Gmail. A ação deu resultado, já que o Google garante que essa ajuda extra conseguiu bloquear mais de 100 milhões de spams todos os dias.

Com cerca de 1,5 bilhão de usuários, o Google diz que o Gmail já consegue bloquear 99,9% dos spams diariamente, mas essa atualização visa dar conta do restante que pode obscurecer nossas caixas de e-mail.

Não é de hoje que o Google aplica inteligência artificial para aparar as arestas do Gmail. A companhia vem trabalhando nesta peneira por anos. Mas enquanto os chamados filtros baseados em regras conseguem bloquear os spams, digamos, mais óbvios, o TensorFlow busca por novos padrões que podem sugerir que um e-mail não é confiável.

“Nós estamos bloqueando categorias de spam que eram muito difíceis de serem detectadas. Usar TensorFlow nos ajudou a bloquear mensagens baseadas em imagens, e-mails com conteúdo incorporado, e mensagens de domínios recém-criados que tentam esconder um baixo volume de mensagens spam em um tráfego legítimo”, escreveu Neil Kumaran, gerente de produto do Google em post publicado no blog da companhia.

Ao serem treinados desta forma, os algoritmos conseguem trabalhar com um grande número de métricas, incluindo aí desde o formato de um e-mail ao horário que ele foi enviado. Ao mesmo tempo, com a aplicação do TensorFlow, é mais fácil para o Google personalizar as proteções de spam para cada usuário. “O que uma pessoa considera spam outra pode achar aquela mensagem importante. Pense aqui em assinaturas de newsletter ou noticações regulares de e-mail de algum serviço que você assina”, complementou Kumaran.

Fonte: itmídia

Conheça o serviço que promete dar fim em spams e e-mails indesejados

unrioll_meQuando se trata de usuários de serviços de e-mail, há dois tipos de pessoas: aquelas que ficam loucas da vida toda vez que recebem uma mensagem indesejada em sua caixa postal e aquela que aprendem a conviver com os inevitáveis spams. Um novo serviço, no entanto, mostra que a vida online é mais do que pescar emails importantes no meio de tanto lixo ou passar meia hora por dia deletando itens não requisitados. Com o Unroll.me, a ideia é que você possa se descadastrar facilmente de qualquer tipo de mala direta digital.

Pode ficar tranquilo, a brincadeira vai realmente direto ao ponto e permite que, em poucos cliques, sua conta de email fique bem mais leve e tranquila de ser gerenciada. Para começar, basta acessar a página do projeto e clicar no botão “Get started now” para ser direcionado a uma tela que pede para que você escolha qual serviço de email é o alvo da limpeza da vez. Apesar de Gmail, Yahoo! e Outlook ganharem destaque no quadro, basta escolher “Signup with another email provider” para avançar com o email de sua preferência.

Com o login feito e o acesso ao programa liberado, o Unroll.me faz uma varredura completa no seu perfil e detecta exatamente em quantos sistemas de envio de mensagens o seu endereço virtual está inscrito. Se você costuma utilizar um só email para todas as suas atividades na web, não se surpreenda se esse número chegar às dezenas ou centenas de serviços levantados durante a análise. Com essa listagem nas mãos, é possível escolher quais deles cancelar ou, se não tiver dó, ativar um botão para detonar todos os remetentes de spams.

Caso prefira administrar melhor essas mensagens indesejadas ou conferir um histórico do que foi excluído ou não da sua conta, não esquente a cabeça: há solução para tudo isso. O serviço oferece, por exemplo, a opção de Rollup, que permite o cadastro de alguns dos remetentes em uma lista que envia suas mensagens para uma pasta específica do seu email. Além disso a própria página, ao fazer a limpeza do seu acervo de emails, cria seções para cada serviço cancelado, deixando que você não perca conteúdo antigo ou possa voltar atrás na exclusão.

Quase de graça

Apesar de o sistema de descadastramento ser realmente gratuito e não pedir nem mesmo por um cadastro junto à iniciativa, ele pode acabar exigindo que você compartilhe o link do Unroll.me nas suas redes sociais – Facebook, Twitter ou LinkedIn – antes de efetivamente limpar a sua caixa postal.

Fonte: Tecmundo

App do Google que avisa sobre ligações de spam

A Google acaba de lançar uma nova atualização para o aplicativo de telefone dos aparelhos da linha Nexus e Android One que promete acabar com aquelas irritantes ligações de propaganda feitas aos seus smartphones. A nova ferramenta do identificador de chamadas basicamente identifica se aquele número que está ligando é algum tipo de spam; se o resultado for positivo, o fundo azul mostrado no aplicativo muda para a cor vermelha, como você pode ver abaixo.incoming_callGostou da novidade? Pois isso não é tudo: segundo o anúncio oficial da Google através da Google+, você ainda pode bloquear e até denunciar esses números. Assim, se algum deles for especialmente persistente ou irritante, é possível simplesmente usar essas opções para que ele nunca mais o incomode.

Como dito antes, a ferramenta só vai chegar aos donos de aparelhos Nexus ou Android One – além de terem ao menos a versão Android 6.0 Marshmallow instalada em seus dispositivos. De resto é só esperar, já que a atualização será eventualmente disponibilizada para todos que atenderem os pré-requisitos. Ou você também pode clicar aqui para instalar a versão mais recente disponível do app.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Tecmundo

Bot desenvolvido pelo Twitter combate Spams

no_spamGeralmente, associamos o uso de bots a atividades maliciosas, como invasões de sistemas ou propagandas indesejadas em comentários na internet, por exemplo. Mas, desta vez, eles chegam para ajudar, e quem é heavy-user do Twitter já deve estar sentindo uma redução no número de spams na sua timeline. Não é para menos, já que, para brecar a proliferação de mensagens desse tipo na rede social, os programadores do Twitter desenvolveram o BotMaker.

Conforme explicado extensivamente – em inglês – em um post no blog da empresa, o BotMaker nada mais é do que um sistema anti-spam criado para agir com a rapidez necessária para acompanhar a velocidade das postagens do microblog. No texto, é explicado que havia uma dificuldade em desenvolver uma ferramenta efetiva por conta da API aberta do Twitter, que permitia que os spammers pudessem ter acesso a informações para contornar as medidas tomadas anteriormente.

Robozinho mais do que rápido

Para elaborar a ferramenta, os desenvolvedores partiram do ponto que a rede social funciona com postagens instantâneas que não podem apresentar nenhum tipo de atraso para os usuários do serviço. Sendo assim, o bot analisa bilhões (sim!) de interações no Twitter todos os dias e, usando uma base de filtros, decide quais mensagens e perfis devem ser punidos e qual a ação correta a tomar.

Esses filtros que levantam o alerta para o BotMaker podem ser facilmente editados ou expandidos, e podem ir desde ações como silenciar usuários com mais de “X” denúncias em um tempo “Y” até apagar tweets ou retweets com termos banidos no momento exato em que essas funções são utilizadas – o que prova a velocidade de resposta do sistema.

Tecnicamente, é usada uma combinação de diversos sistemas para detectar os spams em diversos estágios. O “Scarecrow” (Espantalho) faz a varredura mais ampla, em tempo real, para evitar que as mensagens entrem no sistema; o “Sniper” (Atirador), por sua vez, faz análises mais lentas para aprender os padrões de postagens e eliminar o conteúdo que passar do processo anterior; além disso, outros serviços periódicos que rodam offline avaliam os dados como um todo, para reforçar a efetividade.

Para aqueles que, mesmo com todo esse linguajar tecnológico, não se convenceram da precisão e potência do BotMaker, saibam que, ao ativar sua nova medida anti-spam, o Twitter viu uma queda de 40% de mensagens indesejadas na rede. É, não está fácil para ninguém, mas, para os spammers no Twitter, está ainda pior – e nós agradecemos.

Agradeço ao Davi, amigo e colaborador do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Tecmundo

Conheça a lista dos Spams mais frequentes

SPAMs-mais-frequentesPor mais simples e inofensivo que possa ser um SPAM, existe um cronograma com temas que normalmente ilustram as mensagens maliciosas que tentam ludibriar internautas. Um relatório divulgado pela empresa especializada em segurança digital BitDefender mostrou quais os SPAMs mais frequentes em cada período do ano.

SPAMs mais frequentes acompanham datas festivas

O alerta se torna ainda mais importante no Brasil, já que ciberneticamente o país não é seguro e concentra 36,3% no envio de SPAM em todo o mundo. Além disso, 58% das URLs maliciosas de toda a América Latina estão hospedadas em terras brasileiras e 57% das empresas do país não tem capacidade de investigar crimes digitais.

Os problemas se estendem para o mundo móvel, já que de acordo com a BitDefender, o Brasil é o sexto em risco de exposição de privacidade devido ao uso de apps em smartphones e 14° em quantidade de aplicativos maliciosos para o sistema operacional móvel Android. Confira abaixo a lista de SPAMs mais frequentes por época do ano:

DEZEMBRO E JANEIRO:
Natal e Ano Novo
Empréstimos para auxiliar nos gastos de final e começo de ano
Cartas personalizadas do Papai Noel
Pílulas de emagrecimento
Reservas em hotéis 

FEVEREIRO E MARÇO:
Carnaval
Promoções de passagens aéreas
Reservas em hotéis
E-mails que prometem fotos ou vídeos de famosos em camarotes, mulheres em desfiles de escolas de samba, bailes de carnaval e etc. 

ABRIL:
Páscoa
Desconto de 50% em cestas de Páscoa
Planta para emagrecimento
Cartas autorizando depósito em conta corrente
Remédios calmantes 

MAIO:
Dia das Mães
Compra e envio de flores
Cartões postais
Desconto em restaurantes
Vouchers para spas e academias 

JUNHO:
Dia dos Namorados
Cerca de 7% de todo o SPAM enviado no Dia dos Namorados são anúncios de presentes, chocolates, flores, joias e perfumes 

JULHO:
Férias escolares
Na alta temporada, mais de 100 mil e-mails falsos são enviados, o principal assunto são voos confirmados com descritivo de todo itinerário somado a anexo malicioso
Newsletters falsas falando sobre reservas de hotel antecipadas
Pacotes de cruzeiros
Ofertas de seguro viagem

AGOSTO:
Dia dos Pais
Cartões postais
Anúncio de presentes como eletrônicos, perfumes, calçados, kits de churrasco e etc. 

SETEMBRO E OUTUBRO:
Independência da República e Dia das Crianças
Cresce o número de ataques tipo Bankers (que visam roubar senhas, números e dados bancários de cartões de crédito)
SPAMs com falsas ofertas de presentes para crianças, como brinquedos, eletrônicos e etc.
SPAMs com falsas ofertas de videogames, como Xbox One e PlayStation 4 

NOVEMBRO:
Black Friday
SPAMs de Black Friday costumam apresentar ofertas que parecem ser boas demais para ser verdade, como descontos de 90% para bolsas Chanel, iPads, TV LED/LCD e PlayStation. 

Agradeço ao Davi, amigo e colaborador do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Baboo

65% dos e-mails e spams não são abertos em PCs

dispositivos_moveisNos últimos anos, os tradicionais PCs foram pouco usados para leitura de e-mails – um sinal de que o uso de desktops e notebooks para tarefas que levam tempo para serem feitas foi trocado por dispositivos móveis, de acordo com a Movable Ink.

Segundo a empresa, apenas 35% das “mensagens de marketing de marcas” foram lidas por usuários norte-americanos por meio de PCs no último trimestre de 2013. Esse é um recorde de baixa na pesquisa feita pela Moveable Ink, menos que os 39% registrados no trimestre anterior.

As mensagens de marketing enviadas pela Moveable Ink é apenas um eufemismo para o que podemos chamar de “spam” – sendo as mensagens promoções solicitadas ou lixo eletrônico.

Já que o uso de computadores, tanto Windows quanto OS X, tiveram seu uso reduzido no trabalho, os dispositivos móveis preencheram esse espaço. Quase dois terços de todos os e-mails marketing (65%) foram lidos em smartphones e tablets durante o último trimestre de 2013, comparado aos 61% do trimestre anterior, disse a Moveable Ink. Os smartphones respondem por 48% e os tablets por 17% de todas as leituras.

Entre os sistemas operacionais dos dispositivos móveis, o iOS fica na liderança, com mais de 50% das mensagens abertas por meio de um iPhone ou iPad. Já o Android fica em um distante segundo lugar, com 14% dos spams lidos – um aumento se considerar os 10% registrados pela empresa no terceiro trimestre de 2013.

Assim como o iOS, o sistema operacional do Google permanece líder em smartphones e, ainda mais: enquanto os smartphones Android registraram 12.5% do total de spam, tablets com o OS respondem somente por 1.9%.

O Windows Phone, o Kindle e o BlackBerry tiveram uma participação quase que irrelevante, com 0.2%, 0.1% e 0.02% respectivamente.

Os dados da Moveable Ink não consideram a parcela do mercado ou a base de usuários Android ou iOS. As estatísticas apontam a tendência para migrar para o móvel, mesmo quando as tarefas são comuns – e que antes eram de competência dos PCs.

“Os consumidores estão rapidamente migrando de desktops para dispositivos móveis quando se trata de abrir e interagir com e-mails marketing”, disse a Moveable Ink em seu relatório (em PDF). “Smartphones e tablets não estão apenas dominando o espaço que antes era dos PCs, mas também têm demonstrado um crescimento consistente trimestre a trimestre.”

Spams estão onde os usuários estão

Os dados levantados pela Moveable Ink não devem surpreender aqueles que costumam seguir a indústria de PCs para consumidores nos últimos dois anos. No geral, a venda de computadores nos Estados Unidos teve queda de 3,6% em 2013, se comparado com o ano anterior, de acordo com a consultoria IDC. Mas as vendas com foco em consumidor final diminuiu muito mais que isso.

“Até mesmo a temporada de festas de final de ano não foi o suficiente para instigar o consumidor a gastar”, escreveu a analista da IDC, Loren Loverde.

Como a maioria dos analistas e especialistas têm dito, o mercado do computador pessoal está diminuindo muito provavelmente devido ao fato de que os usuários gastam mais tempo com smartphones e tablets, como os dados do Movable Ink sugerem – e, como resultado, não há razão para atualizar seus PCs atuais ou Macs, mesmo os muito antigos rodando sistemas operacionais desatualizados ou quase-aposentados.

Agradeço ao Davi e ao Lucas, amigos e colaboradores do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: IDG Now!

Como denunciar SMS pirata e solicitar bloqueio

sms-pirata

Serviço denuncia e pede bloqueio de remetentes de spam para celulares.

Piratas enviam metade do volume anual de SMSs comerciais.

Defender o mercado oficial de mensagens de texto (SMS) é a proposta do portal “SMS Pirata” (veja aqui), que entrou no ar nas últimas semanas de Maio, para receber denúncias de mensagens de spam de consumidores e pedir o bloqueio dos canais ilegais junto às operadoras de telefonia. O site foi criado pela iniciativa “SMS Pirata”, que é encabeçada pelo Mobile Entretainment Fórum – associação mundial que representa e regula empresas de mobilidade – com o apoio de empresas que prestam serviços de mensagens e operadoras.
A propaganda indesejada por SMS incomoda tanto os usuários de celular como as empresas especializadas no envio de mensagens corporativas. O mercado ilegal representa metade do volume de total de torpedos comerciais. Somente o mercado legalizado envia 1,76 bilhão de mensagens por ano aos brasileiros, informa Gabriela Vargas, gerente executiva de marketing da Zenvia, uma das empresas envolvidas na iniciativa.
O consumidor pode identificar um SMS ilegal pelo remetente. “As empresas cadastradas recebem um código de quatro dígitos enquanto os remetentes piratas podem exibir um número de telefone celular ou um nome”, compara Gabriela. Segundo a executiva, os SMSs coletados no portal são enviados diariamente às operadoras para que sejam bloqueados.
O método mais conhecido para envio de SMS pirata é pelos ‘chipeiros’. “ Eles compram diversos chips pré-pagos da mesma operadora com CPF falso e enviam as mensagens aproveitando pacotes gratuitos de operadora para operadora”, explica Gabriela. Outro método comum é o ‘broker internacional’. “Há empresas que aproveitam um acordo de interconexão com operadoras internacionais, destinado à troca de mensagens entre pessoas físicas, para enviar mensagens do exterior ao Brasil, gratuitamente, sem recolher impostos”, afirma.

Para o anunciante, na ponta do lápis, contratar um envio de SMS pirata sai mais barato do que o convencional. “Na média, pela operadora, o custo de envio é de R$ 0,06, mas vários ‘chipeiros’ anunciam envios de SMS a R$ 0,03. Como é que vamos concorrer com eles?”, argumenta Gabriela.
A executiva também alerta que as empresas anunciantes também podem ser penalizadas pela contratação de serviços ilegais de envio de spam via SMS. Em comunicado aos clientes, a Zenvia alerta que as empresas que trabalham com chipeiras podem ser penalizadas por “desenvolver clandestinamente atividades de telecomunicação”, tendo como base os artigos 183 e 184 da Lei Geral das Telecomunicações (Lei 9.472). A pena compreende detenção de dois a quatro anos e multa de R$ 10 mil ao infrator. “Uma empresa que compra de uma chipeira pode ser penalizada por conivência com pratica ilegal de uso indevido das redes. A gente quer ajudar o mercado. Não é só ganhar dinheiro”, conclui Gabriela.

Agradeço ao Davi e ao Lucas, amigos e colaboradores do Seu micro seguro, pela referência a esta notícia.

Fonte: G1