Visa vai rastrear clientes pelo smartphone para evitar fraudes

visa_cardOs bancos costumam bloquear o uso de seus cartões quando o usuário está no exterior para evitar fraudes. Isso protege tanto quanto irrita, porque quem se esquece de avisar a empresa de que viajará pode passar apuros quando descobre que está sem crédito.

A Visa anunciou a oferta de uma tecnologia para bancos que permite acompanhar a localização dos clientes através de seus smartphones para evitar essa situação. A partir de abril, a empresa disponibilizará um aplicativo que fará um monitoramento constante para saber se o cartão, quando usado, está junto com o dono.

Como no exterior as pessoas geralmente não passam o tempo todo conectadas, a Visa explica que basta acessar a internet via Wi-Fi de vez em quando para que o aplicativo descubra a sua localização.

Para aqueles que estão preocupados com privacidade, vale ressaltar que a novidade é totalmente opcional. Mas é bom lembrar também que as empresas já acompanham a localização dos clientes através do uso dos cartões.

O sistema entrará em funcionamento primeiro nos Estados Unidos e ainda não há informações sobre possibilidade de expansão.

Fonte: Olhar Digital

Visa e Mastercard relatam vazamento de dados de clientes

As operadoras de cartões de crédito Visa e Mastercard informaram na sexta-feira (30/03) que dados de seus clientes podem estar em mãos desconhecidas.

A brecha na segurança ocorreu após invasão a dados de uma empresa responsável por processar pagamentos nos Estados Unidos, a Global Payments of Atlanta, informou o jornal britânico Financial Times.

Segundo Brian Krebs, especialista em segurança digital, cerca de 900 contas registraram operações suspeitas desde o ataque. A estimativa é de que cerca de 60.000 cartões estejam comprometidos. O ataque expõe sobretudo cartões de cidadãos americanos, mas não está descartada a possibilidade de vazamento de dados de pessoas que fizeram compras no país.

A Global Payments, considerada a sétima maior processadora de pagamentos eletrônicos nos EUA,  afirmou que a falha de segurança foi detectada no começo de março, quando avisou as autoridades sobre o problema.

“Identificamos acesso ilegal a uma porção de nosso sistema e estamos investigando. Notificamos todas as partes para que providências possam ser tomadas”, afirmou a companhia em nota.  Após o anúncio, as ações da empresa caíram 9,1% chegando ao valor de 47,50 dólares.

As informações adquiridas podem ser utilizadas em fraudes bancárias. Em comunicado à imprensa americana, a Visa afirmou que dados de outras operadoras menores também podem estar comprometidos. As bandeiras American Express e Discover informaram que estão verificando se houve movimentações suspeitas recentemente.

No ano passado, um ataque ao Citigroup, que expôs dados de cartões de centenas de clientes, fez crescer o debate à respeito da segurança digital.

A reportagem não conseguiu, na noite de sexta-feira, contato com as bandeiras no Brasil.

É importante estarmos sempre atentos aos extratos bancários e faturas de cartões de crédito para se precaver de surpresas desagradáveis.

Agradeço ao Davi, nosso amigo e colaborador deste site, pela referência a esta notícia.

Um ótimo Domingo a todos!

Fonte: Info