Microsoft antecipa em 4 anos o final do Windows 8

A Microsoft fez uma atualização discreta em um texto publicado no ano passado, mas que vai impactar o cronograma de atualizações das versões mais antigas do sistema operacional da empresa. A versão original da publicação dizia que a Windows Store iria parar de receber atualizações para apps do Windows 8 em 1º de julho de 2023, mas essa data foi alterada para 1º julho de 2019.

Com essa mudança, a Microsoft adiantou em quatro anos o fim definitivo do sistema operacional. O Windows 8 teve seu suporte encerrado em 2016, mas aplicativos nativos ou baixados pela Windows Store continuaram recebendo atualizações, algo que vai acabar em julho. É importante lembrar que essa medida vale apenas para o Windows 8 e não para o Windows 8.1, que terá apps atualizados até 2023.

Embora seu suporte tenha acabado há três anos, o Windows 8 ainda é utilizado por aproximadamente 15 milhões de pessoas, representando 0,95% do total de usuários de PCs. Como sempre, a recomendação para quem ainda está nessas versões mais antigas é atualizar o sistema para o Windows 10.

Opinião do seu micro seguro: para quem deseja uma experiência diferente, eu recomendo a migração para uma distribuição Linux. A nova e mais recente versão do Ubuntu está excelente: interface amigável, rápida, leve e com muitas opções de softwares. E o melhor de tudo, sistema operacional e aplicativos todos gratuitos.

Fonte: Tecmundo

Bug dos anos 90 coloca em risco usuários do Windows 7 e 8

Uma nova versão de um problema antigo voltou para assombrar os usuários de Windows 7 e 8.1: um bug permite a sites maliciosos explorar variações de um arquivo com nome “$MFT”, utilizado pelo sistema NTFS (New Technology File System, ou “Nova Tecnologia de Sistema de Arquivos”) para lidar com metadata específica. Isso causa lentidão e pode até mesmo trazer a famosa “Tela Azul da Morte” . A brecha não afeta o Windows 10.

Nos anos 90, uma falha permitia que usuários mal-intencionados pudessem derrubar o Windows 95 e 98 facilmente. Era só gerar um documento com denominação igual ao de outro essencial para causar problemas no funcionamento.

O que acontece atualmente é algo semelhante. Algumas aplicações pré-Windows 10 são batizadas de forma especial porque elas se relacionam com hardware, e não software. Ao visitar uma página que carrega uma referência ao “$MFT” em forma de diretório, o driver NFTS — que normalmente fica escondido e não pode ser manuseado — reage impedindo o acesso ao conjunto de dados, o que inicialmente já deixa tudo mais lerdo. Depois de certo tempo, a única solução é, então, reiniciar tudo.

Alguns navegadores bloqueiam a ameaça, porém o Internet Explorer mostrou-se vulnerável a esse tipo de ataque. A Microsoft foi contatada e ainda não lançou uma atualização para resolver isso. Enquanto isso, a dica é se manter distante de páginas e conteúdo duvidosos e manter seu Windows sempre em dia.

Fonte: Tecmundo e Ars Technica

Windows 8: termina hoje o suporte a atualizações de segurança

Windows8A partir desta hoje, 12/1, a Microsoft vai parar de oferecer patches de segurança para o sistema lançado há cerca de três anos.

Para continuar em dia com a segurança do seu sistema operacional, os usuários terão de fazer o upgrade para o Windows 8.1 ou para o Windows 10, lançado em julho de 2015.

Como o ZDNet destaca, o Windows 8 é uma exceção na típica política de suporte da Microsoft, que fornece 10 anos de soluções de segurança a partir da data de lançamento do software.

Isso porque a Microsoft considera o Windows 8.1 (um update significativo lançado um ano depois do Windows 8) como um service pack, em vez de um sistema operacional completamente novo. A empresa de Redmond garante apenas dois anos de patches de segurança para quem não atualiza para o service pack mais recente.

Realmente, o Windows 8.1 é uma grande melhoria sobre o Windows 8, resolvendo muitos dos problemas da versão inicial. Parece mais substancial do que um service pack, mas não deve trazer nenhum problema de compatibilidade a partir do Windows 8, por isso fica difícil pensar em alguma boa razão para os usuários finais não atualizarem. Além disso, também é possível fazer o upgrade gratuito para o Windows 10 até o meio do ano.

Agradecemos ao Davi, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: IDG Now!

Polêmica à vista: alerta na rede sobre um backdoor no Windows 8

backdoorDepois de a China ter banido o Windows 8 dos computadores de órgãos governamentais – como anunciado no início do ano depois que a Microsoft acabou com o suporte ao Windows XP – vem da Alemanha uma nova polêmica com o sistema operacional mais conhecido no planeta. Um relatório patrocinado pelo governo indicaria risco de backdoor no programa.

A conclusão estaria em um relatório com alerta para que agências públicas e mesmo empresas não usem o Windows 8. A alegação é de que seria possível explorar a vulnerabilidade para controlar computadores de forma remota. A notícia correu a partir de um site alemão, Zeit Online, que sugeriu que o governo da Alemanha via problemas no sistema operacional.

A preocupação do departamento de segurança da informação do governo da Alemanha seria com chips chamados de Trusted Platform Module, ou TPM, que armazenam chaves criptográficas utilizadas para verificação da integridade do sistema operacional e arquivos de aplicações – tendo como objetivo a prevenção a malwares ou rootkits.

Esses chips nasceram há cerca de uma década com uma coalizão de empresas de tecnologia – AMD, Cisco, HP, IBM, Intel, além da própria Microsoft – e exigem sistemas operacionais compatíveis para funcionar. Na prática, trata-se do armazenamento de chaves criptográficas no hardware até que os softwares precisem deles.

Daí que o departamento de segurança da informação tenha “explicado” que a preocupação é com o uso combinado do Windows 8 e o chip TPM pois poderia causar “perda do controle sobre o sistema operacional e o hardware utilizado”. Nesse sentido, computadores envolvidos com infraestruturas críticas – como água, eletricidade e gás – “podem enfrentar novos riscos”.

Agradeço ao Paulo Sollo, colaborador amigo do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Convergência Digital

Windows 8 finalmente encostou no Windows XP

windows8A consultoria Net Applications divulgou nos últimos dias levantamento que mostra que o uso do Windows 8 finalmente encostou no Windows XP. Segundo dados de outubro, a versão 8.1 atende 10,92% do mercado, enquanto a 8 responde por 5,88%. Juntas, elas somam 16,80% ante 17,18% do Windows XP – descontinuado em abril pela Microsoft.

O Windows 7 detém a maior fatia de mercado do sistema operacional, com 53,05%, enquanto o Vista e outros Windows ficam em 2,82% e 1,68%, respectivamente. De acordo com o VentureBeat, o Windows 7 tem apresentado oscilações durante o ano, porém, aumentou sua aderência em relação a janeiro (47,49%).

No que diz respeito a outros sistemas operacionais, o Windows ocupa 91,53% do mercado, seguido pelo Mac OS, com 7,05% e do Linux, com 1,41%.

Agradeço ao Davi e Vanderlei, amigos e colaboradores do seu micro seguro, pela referência a essa notícia.

Fonte: Olhar Digital

Microsoft libera hoje nova atualização para o Windows 8

Windows 8_startA Microsoft libera hoje uma atualização para o Windows 8.1 para todos os usuários do sistema operacional

Ao contrário do que muitos esperavam, a empresa descartou que esse seria o esperado “Update 2″, com uma modernização do sistema, como a que ocorreu com o “Windows 8.1 Update”, lançado em abril.

Daqui para frente, uma estratégia diferente será utilizada: pequenas atualizações em uma periodicidade maior. Essa é a primeira delas.

Há três melhorias básicas, além de pequenas do soluções de segurança e outros detalhes solicitados em feedbacks. A primeira delas é um aperfeiçoamento no controle pelo touchpad.
Três novas configurações foram liberadas para quem usa o acessório: deixar o touchpad ligado quando o mouse está conectado, permitir cliques, como o do botão direito do mouse, e a opção de dar dois toques e arrastar.

A segunda diferença está no suporte à recepção de conteúdo por tecnologia Miracast. Esse é o padrão de comunicação sem fios entre dispositivos móveis e HDTVs. Utilizando o padrão Wi-Fi Direct, ele permite passar conteúdo multimídia de um aparelho para o outro, desde que ambos sejam compatíveis.

Por último, mas não menos importante, ocorreu uma redução no número de exigências de login em sites SharePoint Online, que é a solução de colaboração online do Microsoft Office.

No novo Windows, será possível se manter logado, sem que seja preciso inserir dados, como login e senha, toda vez que acessar o serviço.

O update vai ser automático para quem marcou esta opção. Quem quiser fazer a instalação manualmente, também poderá acessar o Windows Update e fazê-lo a partir desta data. Vale lembrar que, recentemente, a empresa vem fazendo atualizações em seus serviços, como OneDrive, Windows Store e Xbox Music.

Fontes: Techtudo e Microsoft

Corrigindo erros no Windows 8

BSDAo baixar um novo programa para o PC, é preciso ficar atento se ele realmente é compatível com a versão de seu sistema operacional, pois ele pode alterar os arquivos do sistema e causar problemas e travamentos na máquina, como a famosa tela azul ou preta.

Caso você tenha tido problemas ao colocar um aplicativo que não foi feito para o Windows 8 no computador, siga os passos abaixo para corrigir os arquivos do sistema para suas configurações originais:

1) Inicie a máquina e pressione Ctrl+Alt+Del;

2) No Gerenciador de tarefas, Clique em Arquivo, depois na opção Executar Nova Tarefa. Nela coloque o comando “cmd.exe“. Marque a opção para rodar com permissões de administrador;

3) Na janela de comando que se abre, digite o comando: “sfc /scannow“. Aguarde, pois o processo é bem lento;

4) Reinicie o computador e o sistema deve voltar a funcionar normalmente. Não se esqueça de desinstalar o aplicativo que causou pelo Painel de Controle.

Para chegar à solução acima, foi tomado como exemplo o caso de uma usuária que instalou o app Neon Skin Pack 2.0 em seu notebook com Windows 8 quando, na verdade, ele era indicado para Windows XP e Windows 7.

Fonte: Info